10 junho, 2013
Por Katia Ouang
Ao contrário da época em que não tinha filhos, hoje quando chega sexta feira já me dá arrepios em pensar que passarei o final de semana me descabelando para cuidar das duas.
E mais, hoje eu adoro segunda feira! 
Pois a Bruna vai para a escola e a babá volta! Eu sou a única doida que pensa assim?


Sempre que coloco uma foto no Instagram de passeios aos finais de semana, alguma leitora me pergunta como consigo sair tanto de casa com 2 crianças pequenas, se isso não dá preguiça, enfim.
Eu vou ser sincera, morando em apartamento prefiro mil vezes sair com as duas do que ficar em casa sem ter o que fazer. 
Em casa passamos o dia chamando a atenção delas; não faz isso, não pega nisso, cuidado com isso… 
E do marido: Dá para você me ajudar???
Fora a bagunça que fica.


Eu acredito que essa fase que estou vivendo, com uma de 2 anos e 8 e outra de 10 meses, é uma das mais cansativas. Ambas não param 1 minuto e tem necessidades e rotinas diferentes! O programa que é bom para a Bruna, ainda é cedo para a Manu… então haja criatividade.
Acho que até a Manu ter uns 2 anos será uma maratona. Depois acho que enfim conseguirei tomar um café da manhã aos sábados e domingos sem pressa, pois as duas se bastarão e poderão brincar e se distrair juntas.

Por isso vou passar algumas dicas de como facilitar a logística do final de semana para nós mães conseguirmos sobreviver sem surtar! 
Com a lei nova dos empregados domésticos, a tendencia é cada vez mais os pais participarem de tudo e não terem mais que depender de ajuda. E é assim que funciona nos países mais desenvolvidos.


– Não se frustre
Essa é a primeira dica. 
Não fique desejando ir ao cinema, sair para almoçar com o marido, ir à uma festa ou simplesmente passar algumas horas sentada no sofá sem fazer nada. Lembre que o final de semana não é mais seu, e sim da criança. E lembre que essa fase também passa rápido e que você terá muitos anos ainda para curtir tudo que desejar.


– Solicite ajuda do marido
É claro que na teoria todo marido deve ajudar. Mas na prática não é bem assim, não é mamães?? Os homens costumam ajudar do jeito deles, assistindo futebol ou tomando uma cerveja, enquanto a criança está com a fralda vazando ou quase subindo em cima da mesa. E não há mãe que não reclame.
Seu marido não tem escolha, ou ele ajuda, ou ele ajuda! E é a chance de criar um vinculo com as crianças desde pequenas.
Encarregue seu marido de algumas funções, assim facilita. Pois esperar que ele se manifeste sozinho, só vai te deixar mais irritada!

Se programe no dia anterior. 
Veja a previsão do tempo e pense onde vocês irã passear. Não desperdice programas “indoor” caso o dia esteja bonito. Você precisará deles em caso de chuva ou tempo frio.

– Vá a parques!

Em São Paulo, e todas as cidades, há parques em todos os bairros, para todos os gostos. Programa sem custo,que diverte as crianças e incentiva o contato com a natureza. 

– Gaste a energia dos pequenos
Tente encaixar na parte da manhã programas como passear nos parques, correr na grama, jogar bola, pular corda, amarelinha, andar de bicicleta, brincar na areia… tudo que possa cansar os pequenos de verdade. Assim irão almoçar melhor e também tirar aquela soneca depois do almoço, indispensável para os pais poderem respirar um pouco e retomar as energias!

– Deixe a sacola pronta

Nada mais chato que montar sacola para 2 crianças e sempre esquecer alguma coisa. E a chance disso acontecer se você deixar para fazer na hora de sair de casa com criança gritando no seu pé, é enorme. Por isso eu sempre separo tudo antes, e checo se tem o que cada uma precisa e deixo prontinha na porta de casa para só pegar e sair. 


– Tenha mamadeiras, chupetas e utensilios a mais
Eu separo apenas um momento do meu dia para lavar as mamadeiras, copinhos, chupetas e talheres. Por isso tenho vários de cada um, assim no dia anterior já deixo as mamadeiras montadas, com o pó do leite, e vou pegando conforme necessito.

– Deixe a comida congelada 
Cuidar dos filhos e ainda arrumar tempo para fazer a comida, só sendo mulher maravilha! Aqui em casa fazemos a papinha da Manu 3 a 4 vezes por semana e congelo em potinhos, assim sempre tem para o final de semana.
E a Bruna já deixo os pratinhos montados e só esquento no microondas.

-Banho em família
Facilite sua vida. Se um filho toma banho na banheira e outro no chuveiro, escolha uma opção só. 
Aqui o marido entra na banheira e primeiro dá banho na Manu, depois na Bruna, é uma festa e elas adoram.

-Transforme pequenas saídas em passeios 
Ir ao supermercado, farmácia ou a padaria é quase sempre inevitável. Pegue a turminha toda e faça disso um programa em família. Que criança não adora ir ao supermercado?
Um programa bem bacana é ir à feiras. É gostoso, educativo, e as crianças podem ver e aprender. Além de comer um pastel na saída!

-Tente manter a rotina 
Claro que não tem necessidade de ser tão rígida com rotina aos finais de semana. Mas se seus filhos costumam descansar depois do almoço e dormir cedo a noite, não fuja muito disso para não deixá-los muito irritados ou cansados. Pois só uma mãe sabe o quanto uma criança pode infernizar caso esteja cansada não?!

-Deixe os filminhos como plano B

Os filminhos na tv são a melhor salvação sempre. Mas deixe para aquelas horas que você sabe que serão inevitáveis como quando você precisar ir para a cozinha ou mesmo tomar o seu banho!

Os finais de semana eu função dos filhos é muito cansativo, mas também é muito enriquecedor para os pais, que podem aprender a ser criança, a reinventar, a não ter preguiça, a serem cada vez mais práticos e achar o máximo pequenas coisas como tomar um sorvete ou andar descalço na grama de um parque. Principalmente para famílias em que pai e mãe trabalham fora o dia todo e só tem os finais de semana para curtir os filhos.

É uma pena que muitas famílias que tem ajuda de funcionários de domingo a domingo não vivenciem a vida das crianças integralmente.
Acho que para quem pode, vale sim a pena ter uma ajuda caso você tenha mais de 1 filho, pois não é fácil mesmo dar conta de tudo. Quantas vezes eu mesma não sonhei com uma folguista?

Mas conheço mães que sequer saem com os filhos sozinhas se não tiverem alguém junto, pois mal sabem desmontar um carrinho e colocar no porta malas do carro.
É muito importante para a criança ter momentos a sós com os pais. Seja só com a mãe, ou só com o pai. Sair, sentar, conversar, jogar bola, passear, expressar o que sente… 
Eu adoro quando saio só com a Bruna , vamos conversando no carro, cantando, rindo e passeando de mãos dadas. É muito bom!
Por isso hoje quando chega domingo a noite eu estou exausta, mas super feliz de ter convivido 100% com elas.

E confesso que também adoro quando chega segunda feira e volto a ter ajuda! Porém aí não tem jeito pois eu preciso trabalhar!

E vocês, o que mais acrescentariam a essa listinha do final de semana???
Veja mais sobre Passeios em SP ! ( aqui)
Comentários 9

0

14 maio, 2013
Por Katia Ouang

Já há algum tempo eu queria levar a Bruna ao Zoológico. No Zoo Safari já fomos diversas vezes e ela adora ( veja post), mas confesso que ao Zoológico eu tinha uma certa preguiça, pois como só poderia ir aos finais de semana, estava com medo da tal “muvuca” e lotação que tanto me alertaram.

Esperei então a Manu estar um pouco maior e o tempo não estar tão quente para encarar o passeio.

Vou contar os detalhes como sempre do ponto de vista de uma mãe que vai com filhos pequenos e precisa de estrutura para tudo! 

Infelizmente passei por uma situação chata que foi ter meus óculos roubados. Eu deixei no carrinho apenas por 1 minuto para tirar uma foto, e quando virei já não encontrei mais os óculos e um grupo enorme de pessoas tinha acabado de passar por nós… Aí não tinha muito o que fazer…
Por isso, tomem cuidado com bolsa e pertences como celular, câmeras, carteiras, não dá para bobear. Ainda mais quem está com filho que sai correndo e você larga tudo para correr atrás!
Vamos então ao passeio!

Para não correr o risco do estress de fila, estacionamento lotado e muita gente, saímos cedo de casa e chegamos um pouco antes da bilheteria abrir.
Conseguimos parar o carro logo no início do estacionamento , o que é maravilhoso considerando que você já terá que andar bastante.

Já rolava uma fila do lado de fora, mas era a fila para esperar a bilheteria abrir. Nada que 5 minutos não resolvessem.

Ainda tive a surpresa boa de que clientes com Itaucard ( Master ou Visa) tem desconto de 50% em um adulto, e como as meninas não pagam, nós 4 foi R$ 27 ( R$ 18 cada adulto e um com 50% foi apenas R$ 9). 
Me surpreendi como as ruas são largas e tudo super arborizado e lindo, já valeu o passeio por aí, pois a sensação de estar fora de São Paulo por algumas horas é o que eu mais amo e que me faz tanto ir a parques com as meninas. O lago com as árvores em volta é uma verdadeira paisagem de filme! Eu amei!

Em relação aos animais, há uma boa variedade e eles estão separados por áreas no Zoo. Não fomos em tudo por razões óbvias que é sempre respeitar o tempo da criança.
As distâncias são relativamente longas. E mesmo a Bruna que já não usa mais carrinho há muito tempo, se rendeu a algumas “sentadinhas” pelo percurso. 
Eu não sei se não tive sorte, mas muitos dos animais mais esperados pela ela como o Leão, Tigre e Urso não conseguimos ver pois estavam muito longe da cerca ou estavam dentro da casa deles. Outra coisa que me incomodou bastante foram as subidas que tivemos que fazer com os carrinhos para chegar em alguns animais. E subir com um carrinho com a criança dentro vocês podem imaginar o peso! Eu e meu marido depois da 3a subida já estávamos exaustos! E não foram poucas!

Fomos embora depois do meio dia e o parque ainda estava tranquilo, não estava nada lotado. Acho que nisso eu dei sorte. Já me disseram que aos sábados é mais vazio do que aos domingos.

Há banheiros e lanchonetes espalhadas por todo o Zoológico com uma distancia bem curta entre eles, o que facilita bem para uma paradinha.

Seguem algumas imagens do nosso passeio. Não consegui tirar tanta foto pois com a Bruna e a Manu junto é bem complicado!
O lago com patos e muitos macaquinhos que ficam brincando e se exibindo o tempo todo. As crianças adoram!

Pausa para um descanso em frente ao lago!

A Bruna adorou o programa. A Manu ainda é muito pequena para entender e foi porque sempre levamos ela junto. 
Mas se fosse só uma criança, recomendo fazer esse programa acima de 1 ano e meio, 2 anos. Antes disso é um pouco cansativo e a criança não vai entender e nem aproveitar nada. Aí é melhor ir ao Zoo Safari ou algum parque gostoso.

Mas pretendo voltar sim para ver os animais que ficaram faltando, e acho o ideal dividir esse programa em duas etapas. Assim não fica tão cansativo e as crianças conseguem ver melhor e curtir mais cada bicho.

Agora vamos ao que interessa às mamães. 
O Fraldário! Na entrada do parque, descendo as escadas logo a esquerda, você segue por uma das ruas dos animais e encontra um fraldário, separado do banheiro, e com o básico que precisamos para a logística dos pequenos
Trocadores, poltronas para amamentação e microondas. Tudo bem simples mas estava super limpinho e organizado. Então podem levar papinhas ou parar para trocar e amamentar os pequenos!
Inclusive em alguns dos outros banheiros que entrei.



E todas as informações que quiserem saber, no site do Zoológico tem  !

E para ver as outras opções de Passeios com crianças em São Paulo que já falei aqui no blog , clique AQUI
Vocês já foram ao Zoo, gostaram?

Deixe um Comentário

1