31 julho, 2015
Por Katia Ouang

Capturas de tela91

Há alguns dias fui convidada para conhecer o Parque da Mônica um pouco antes de sua abertura oficial para o público.

Quem acompanhou a cobertura ao vivo pelo meu snapchat ( minhasdikas), conseguiu ver um pouco do que esse novo espaço oferece. Fiz tantos snaps que esqueci de tirar fotos. Só tenho mesmo essas que postei aqui… vacilei dessa vez… me perdoem!!!

Dizem que não há grandes mudanças em relação ao Parque da Xuxa que funcionava ali. Mas como eu não conheci, não tenho como comparar. Vou contar um pouco das minhas impressões porém pretendo voltar um dia ( pós férias) para poder ir em tudo com calma e com menos gente. Pois mesmo sendo uma inauguração para convidados e imprensa, estava bem cheio e algumas atrações ainda não estavam funcionando!

O espaço é grande, amplo e mesmo sendo um parque indoor, é bem arejado. É atrativo visualmente para as crianças pois é bem colorido e a cenografia é uma graça. Além de tocar músicas da Turma da Mônica o tempo todo e os personagens andarem pelo parque abraçando e tirando fotos , o que os pequenos adoram.

Vimos um pouco do show que acontece em horários pré determinados no palco do parque e foi bem bacana. É um musical, então as crianças adoram!

Vou contar um pouco do que testamos.

Pescaria do Chico Bento: Foi a atração que as meninas mais gostaram. Os peixinhos ficam girando, sobem e descem.

Carrossel: Brinquedo Clássico dos parques de diversão. Tem os animais que sobem e descem bem de leve enquanto o carrossel gira, e uns bancos que os pais podem sentar ou ir com algum bebê muito pequeno. A Manu gostou, a Bruna não achou nenhuma graça. Como  diz ela… ” Achei muito parado mamãe”.

Roda Gigante: É pequena e não vai muito alto. Então nem a Bruna nem a Manu acharam muita graça. Ainda mais porque ela vai parando para trocar as crianças de tempo em tempo.

Engenheiros do Parque: É um espaço onde as crianças tem que tirar os sapatos e podem brincar de construtores com os blocos e tijolos de espuma. As meninas ficaram bastante tempo e se divertiram nesse.

Brinquedão do Chico Bento: É tipo aqueles brinquedões que tem em buffet infantil mas bem maior. Sobe, desce, anda por trilhas, entra em tubos,escorrega, pula… óbvio que elas amaram e foram de novo. Eu fui junto e no final termina em um tobogã , é a única maneira de sair do brinquedo. Na verdade teria dado para elas irem sozinhas e teria evitado a dor nas costas que fiquei depois! rsrsrsrsrsr

Trombada do Louco: É um carrinho de trombada comum. A Manu não curte muito, mas a Bruna ama!

Na questão de alimentação, tem muitas mesinhas espalhadas pelo parque. Tem belisquetes como sorvetes, doces mas também uma barraca de salada de frutas, o que achei bem bacana. Comida mesmo só o velho e “trash” Mcdonalds que podem falar o que for, criança adora. E de vez em quando pode, não é mamães!?

De qualquer maneira o Parque fica do lado da praça de alimentação do Shopping então tem dezenas de opções mais saudáveis para quem quiser .

O que eu achei é que quem se diverte mais são crianças a partir dos 4 anos , que já podem ir em tudo e entendem bem. Antes disso tem uma ou outra atração legal , mas não acho que vale já que o valor do ingresso é bem salgado. Porém quanto mais pessoas o valor unitário cai bastante.

Quem curtiu mais foi a Bruna !

Todas as informações pelo site do Parque (aqui).

Fica a dica para o final de semana!!!

Deixe um Comentário

0

29 julho, 2015
Por Katia Ouang

res_1438105841821

E a minha pequenina fez 3 anos! Nem parece que passou tanto tempo e que não tenho mais um bebê em casa…

Quem acompanhou as fotos pelo instagram ( @blogminhasdikas) pode ver o quanto a Manu estava feliz. De fato é difícil tirar um sorriso do rosto dessa pequena bravinha. Mas ontem ela estava especialmente radiante. E consegui perceber o quanto a mudança dos 2 para os 3 anos é importante para a criança. É nessa fase que eles começam a ter consciência e compreensão de tudo. E é muito bacana ver como ela se orgulhou do seu aniversário, dos seus presentes, do seu bolo…

Não pude dar uma festa como dei nos 3 anos da Bruna, e confesso que isso me incomodou um pouco. Tento sempre oferecer o mesmo para cada uma delas, mesmo que em tempos diferentes. Mas esse ano foi especialmente complicado para mim. E uma festa vocês sabem o custo que envolve.

E vou dizer, no fundo tanto faz para a criança. Somos sempre nós que complicamos tudo.

Fiz um bolo em casa para poucos amiguinhos, ela estava mais empolgada e feliz do que em qualquer outro panorama. Como a Manu ainda está nos primeiros meses de escola e não tem muitas amizades definidas, decidi chamar apenas os 2 priminhos e as melhores amigas do prédio. Assim ela que é super tímida se sentiu a vontade e aproveitou como nunca.

Fiz no meu apartamento mesmo. Que apesar de pequeno, tirei alguns móveis e deu super certo.

Me perguntaram porque não fiz no salão de festas. E digo; usar um salão enorme para poucas pessoas ficaria muito vazio  e decorar é muito mais complicado. Além de ter o aluguel do salão e ter que convidar o condomínio todo. Algo que eu definitivamente, não queria.

Também quis fazer no dia do próprio aniversário, mesmo sendo férias e uma terça feira. Foi bem complicado para mim conseguir organizar tudo sozinha, pois em meio às crianças em casa o dia todo, uma pessoa só que me ajuda olhar elas e arrumar a casa, um monte de trabalho acumulado, ainda tive que me virar nos 30 para dar tempo. Graças a Deus deu tudo certo.

Sobre a montagem da mesa, onde comprar as coisinhas e como fazer tudo, resolvi fazer um post detalhado a parte. Assim darei umas dicas ótimas e um roteirinho para quem quer começar a se aventurar nas montagens sozinha. Vou tentar postar ainda essa semana!

Montei a mesa sozinha, daquele jeitinho que vocês já bem conhecem! Não ficou exatamente como eu gostaria caso tivesse mais tempo, mas o resultado ficou fofo e o mais importante; a Manu amou! Ela pediu que fosse da Peppa, então usei as cores rosa e vermelho para fazer tudo.

Mais uma vez gosto de ressaltar que apesar de trabalhar com papelaria personalizada e poder criar  o que eu quiser para por na mesa, nunca coloco nada. Para ser sincera não gosto de plaquinhas com o nome da criança, tag de água, de bala, tudo personalizado. No final vai tudo para o lixo, não decora em nada a mesa, e na minha opinião, até polui !#prontofalei . No caso da Manu tinha apenas as letras na parede ( que eu posso guardar e usar sempre) e o nome no bolo.

Então aproveito para começar as fotos do aniversário pelo bolo lindo , mais uma vez feito pela Elaine Monteiro  que sempre desenvolve com perfeição tudo que peço para ela. Eu não queria o bolo da Peppa pois acho que é muito difícil reproduzir os bonequinhos desse tema. Acho que sempre ficam com uma cara meio esquisita. É uma cisma minha…. Então decidi que iria fazer algo nas cores que escolhi e queria ainda dar um toque diferente; a decoração do bolo era toda em biscoitos que depois distribui para a criançada…  e é claro que amaram! A Manu ficou encantada com o bolo!

20150728_134853_001

Os corações de cima eram pirulitos de biscoito!!!

Agora as fotos da mesa:

20150728_140645 20150728_134911 20150728_140016 20150728_135703 20150728_134839 20150728_134812

 

A questão de deixar crianças dentro de um apartamento pequeno é ; o que fazer com elas?

Então o destaque do aniversário fica para a Recreação das Fadas Madrinhas . Eu já tinha visto o trabalho delas no Batizado do meu sobrinho. E achei que seria a solução para um aniversário em casa.

Elas tem uma proposta diferenciada, que é entreter poucas crianças. Perfeito para pais que fazem eventos em casa e convidam alguns amigos com filhos e que não sabem o que fazer com as crianças. Isso vale para almoços, festas e até casamentos.

No meu caso não era nada disso, mas eram poucas crianças e eu queria que elas se divertissem. E foi simplesmente o máximo! Pelas 3 horas que contratei as crianças não pararam 1 minuto. As 2 monitoras cantaram, dançaram, jogaram, pintaram, fizeram massinha, brincadeiras… As crianças AMARAM e eu não tive que me preocupar com nada!

20150728_160125 20150728_155416 20150728_170311 20150728_165722 20150728_162309 20150728_162213 20150728_170543

 

Como marquei a festinha das 3.30 às 6.30, as crianças já vieram almoçadas. Fiz uma mesa com beliquetes como polvilho, pipoca, pão de queijo, binsaguinhas e deixei para pegarem a vontade. Nada de pratos ou talheres!  Preferi comprar um monte de sucos em caixinha, toddynho e agua de coco, assim ninguém derrama nada e fica bem mais prático. Refrigerante só para os adultos!

2015-07-291

E para finalizar, as lembrancinhas!

Comprei esses bastões que acendem, um para cada criança. O azul para o único menino.

E é isso! Amaram. Foi R$ 4 cada um.

20150728_150932

Ontem foi um dia muito especial para mim. Estava super emocionada. Por um lado pelo aniversário da Manu ( sempre me emociono no aniversário delas), por outro por ser o primeiro aniversário na família desde que me separei. E acreditem, por mais que a gente esteja bem ou pelo menos se esforce para ficar, é difícil não se abalar em um dia onde o que seu filho quer  é o pai e a mãe juntos. Que é o propósito da família.

O pai é claro que veio para o Parabéns, assim como meus pais, a madrinha e padrinho da Manu. Foram só esses adultos, assim não precisei servir nada de mais elaborado!

Foi uma tarde muito gostosa. Valeu cada minuto!

E fica a recordação desse sorriso lindo!

2015-07-29

 

Comentários 30

10

27 julho, 2015
Por Katia Ouang

Semana passada estive no novo estúdio da fotógrafa Rachel Guedes para fazer mais uma sessão de fotos!!!Desde que tive a Bruna a cada 1 ano faço uma sessão com elas. E é o máximo poder comparar como elas mudaram. Uma recordação incrível!

A novidade é que agora o estúdio fica em uma casa linda que permite não apenas as fotos em fundo branco, como as dentro da casa com luz natural, e nos jardins da casa com muita vegetação. O que na minha opinião, enriquece muito as fotos.

Fiquei super animada pois queria muito fazer uma sessão externa, algo que agora é uma opção que a Rachel pode oferecer sem ter que sair do estúdio! Ou seja, uma facilidade e uma segurança a mais para nós  já que hoje em São Paulo não é tão simples assim fazer uma sessão em parques ou na rua. Ainda mais com crianças que não tem muito paciência para esperar…

Foi uma experiência muito bacana. As fotos saíram super naturais (o que eu sempre quis), e acabou sendo algo imprevisível, pois deixamos as meninas explorarem o espaço da casa e fotografamos onde elas gostaram mais e se divertiram.

No meu caso, além de ter algumas fotos minhas para poder usar em alguns trabalhos, queria muito retratar a nossa relação de mãe e filhas nesse momento de mudança da minha vida onde a nossa união é o mais importante. Não quis nem pensar em usar preto ou branco, como já fiz em outras sessões. Queria algo bem colorido e alegre. E acho que o resultado demonstra bem isso:

 

_MG_1875 _MG_1846 _MG_1837 _MG_1886 _MG_1892

_MG_1898  _MG_1945 _MG_1965 _MG_1973 _MG_1978

 

E a segunda parte no jardim:

 

_MG_2229 _MG_2213 _MG_2182 _MG_2131 _MG_2094 _MG_2090 _MG_2043 _MG_2040

 

 

 

 

Aproveitamos e fizemos umas fotinhos para presentear o papai das meninas. Pois acho que não tem nada que ele poderia gostar mais nesse dia dos pais. Dá para aguentar tanta fofura? Eu estou babando….

_MG_1745 _MG_1754

 

 

 

Todo ano eu conto de algumas sessões especiais que a Rachel faz para as leitoras. E minha dica, não percam essa oportunidade! Pois nessas sessões  é possível ter essas fotos profissionais por um valor acessível. E não tem investimento melhor do que esse onde ficamos com uma lembrança para a vida toda.

Esse ano a condição especial é para o Dia dos Pais e para a Sessão Luz Natural, que é essa que eu fiz. Sim, tem que correr para agendar a do Dia dos Pais! Mas ainda dá tempo!

Por R$ 380 você faz uma sessão de fotos e  escolhe 5 fotos para serem tratadas e impressas em tamanho 20 x 25. Sendo que 2 delas você já leva no dia para poder presentear. Essas fotos você também recebe o cd com elas digitais para depois usar como e quantas vezes quiser. Com certeza vocês vão perguntar, e as outras fotos da sessão? Por que eu afirmo que no final nós queremos todas! Quem quiser mais do que essas 5 fotos, consegue comprar avulsas por um valor especial.

Todas as dúvidas e informações vocês podem tirar pelo: [email protected] ou 11 2639-9055 / 11 5073-0794

 

Para quem não viu as outras sessões que fiz, segue abaixo:

Sessão Estudio 2011

Sessão Estudio 2012

Sessão Externa ( Parque) 2013

Sessão Dia dos Pais 2014 + Sessão Estudio 2014

 

Dá para perder??

 

Comentários 3

2

23 julho, 2015
Por Katia Ouang

 

pé

Quando contei semana passada no Snapchat (minhasdikas) que as meninas estavam com Bicho Geográfico muitas mães me perguntaram o que era. Resolvi fazer um post sobre o assunto apenas para contar como foi, e não para dar nenhuma explicação médica sobre isso. Lembrando que sempre em qualquer questão de saúde, consultar o pediatra dos seus filhos.

Aproveitei e fiz essa ilustração dos pezinhos para colocar, já que todas as fotos que eu encontrei  eram muito mais assustadoras que a realidade das meninas.

Eu só tinha escutado falar de Bicho Geográfico pela minha mãe, que sempre conta de quando ela e os irmãos pegaram na praia e quase morreram de tanto se coçar. Mas nunca havia escutado de alguma amiga ou alguém próximo que o filho pegou essa verminose. Sim é um verme !

O nome Bicho Geográfico foi dado  pelos caminhos que a larva vai traçando na pele e que parecem um mapa. A larva é eliminada pelas fezes de gatos e cachorros e normalmente ficam na areia seca da praia.

Nós fomos para a praia algumas vezes nos últimos meses, e mesmo sendo proibido levar animais na praia que ficamos, pode ter sido algum gato ou cachorro de rua que entrou e contaminou a areia. Para pegar basta brincar em areia seca que  a larva entra em contato com a pele e penetra. Mas como ela não entra na corrente sanguínea, fica andando “sem rumo” e criando essas linhas que coçam muito!

E como eu descobri? Já há alguns dias as meninas se queixavam de coceira nos pés. Por coincidência as duas. Sempre que eu olhava não via nada, a não ser um vermelhinho que parecia uma picada.

Os dias passaram ,elas continuaram a reclamar, e quando olhei na Manu, a tal”picada” parecia ter aumentado. Mas estava estranha, parecia uma linha grossa. Então percebi que aquilo não era picada de pernilongo ou formiga e não conseguia entender o que poderia ser.

Mostrei para a minha mãe e na hora ela matou a charada; Bicho Geográfico! Aí ela já me desesperou, disse que o tratamento era chatérrimo, e até radioterapia ela tinha feito para matar os bichos! Bom isso há muito mais de 50 anos !

Mandei a foto para a dermato e para a pediatra, ambas afirmaram ser isso e indicaram uma pomada.

No caso delas curou só com a pomada, mas demorou um pouco. Na maioria dos casos ainda precisa de um remédio via oral para ajudar a matar os vermes. E também tanto na Bruna, quanto na Manu, foi bem light. Tinha um foco só  nos pés delas. Na Bruna na lateral do dedão , e na Manu na sola.

Bom, para quem não conhecia, saibam que é bem comum em crianças que frequentam praia. E também é comum dar nas pernas e bumbum já que criança senta na areia sem proteção e fica lá bastante tempo.

O que me indicaram também é gelo para ajudar aliviar a coceira que é bem forte.

E claro, ficar de olho para não deixar brincar em areia seca onde o mar não chega,  e que tem frequência de gatos e cachorros!

 

Mais alguém já teve caso de Bicho Geográfico  nos filhos?

1 Comentário

1