15 setembro, 2013
Por Katia Ouang

Muitas de vocês me perguntam o que eu levo na bolsa quando saio com as meninas.
A maioria das mães de duas ou mais crianças reclamam do tamanho da sacola que tem que levar a cada passeio. E eu posso garantir que hoje a minha sacola para 2 crianças é bem menor do que quando eu saia só com a Bruna nos primeiros meses de vida dela. Lembro que  para ir até a casa dos meus pais eu levava praticamente uma mudança! Mas o tempo vai mostrando o que realmente precisamos levar, e o que é exagero.

É dificil eu sair de casa sem hora para voltar. Pois aos finais de semana, mesmo saindo e passeando bastante com elas , eu sempre volto para dar o almoço e jantar em casa e para tirarem o soninho da tarde.
Então fui aprendendo ao longo desses anos a levar apenas o que eu preciso.
Paciência se houverem imprevistos. Para mim o que importa é que não fiquem com fome ou com a roupa molhada.

Então abaixo eu vou mostrar o que já deixo pronto dentro da bolsa para qualquer saída e posso garantir que cabe dentro de uma sacola P ou frasqueira.

E dependendo do lugar eu complemento com o que for preciso; um casaco a mais, uma papinha, talheres, enfim. Mas esse é o básico que não pode faltar:

bolsa

 

Como são duas, algumas coisas sao de uso comum:

1) 1 cueiro : Sempre tenho 1 cueiro para caso precise trocar em algum trocador publico, possa forrar. Ou mesmo quando vou a parques. Já aconteceu muito de abrir o cueiro em um banco ou mesmo em um gramado e trocar a fralda por ali mesmo.

2) 2 fraldinhas de boca pequenas : a fraldinha eu sempre uso para limpar a sujeira de alguma comida, ou mesmo para secar as mãos, assoar o nariz, etc

3) 1 troca de roupa para cada uma delas – levo sempre uma legging e uma camiseta para caso aconteçam “acidentes” como deixar cair algo liquido ou vazar a fralda. Sempre escolho peças que consigo dobrar bem pequenas , sem ocupar espaço e que não amassem. Para a Bruna levo sempre 1 calcinha a mais.

4) 3 Fraldas para a Manu

5) 1 Fralda para a Bruna. E de preferência, a Huggies Pull Ups que é mais fácil de colocar e veste como calcinha. Ela já não usa mais fraldas para o dia, mas algumas vezes ainda pede para fazer cocô na fralda. Eu evito, mas se ela estiver muito apertada e não tiver banheiro por perto, não tem jeito.

6) Potinho com Bolacha. Sempre levo um pouco de bolachinha para elas. Antes eu levava 1 pacotinho de Club Social que quase não ocupa espaço e elas adoram. Mas agora com a possivel alergia da Manu, eu levo só as bolachinhas especiais, sem leite, e a Bruna come delas também.

7) 2 garrafinha de agua – Tenho sempre a mamadeira de água da Manu e a da Bruna separados.  Sempre escolho a menor mamadeira e o menor copinho, pois assim não ocupa muito espaço e não pesa muito na bolsa.

8) Lencinhos Umedecidos : Prefiro levar sempre o lencinho “Hora de Brincar” da Johnson´s pois além da embalagem ser metade do tamanho das embalagens comuns, é ótimo para limpar e higienizar rosto, mão e pés, pois tira toda a sujeira e ainda tem um cheirinho super gostoso.

9) Lencinhos de papel comum:  Papel é sempre útil para limpar e secar tudo. E também levo para usar como papel higienico para a Bruna.

10) 1 Pomada de assaduras em versão mini ou pequena. Muitas vezes ganho algumas amostras de pomadas que são otimas para levar na bolsa ou compro a bisnaga menor de hipoglós.

11) 1 frasco de alcool gel de bolso – sou viciada em alcool gel e tenho mania de limpar as mãos das meninas. Fora que o alcool gel também serve para desinfetar tampos de vasos públicos, trocadores e limpar cadeirões em restaurantes. Compro alcool gel de litro e vou enchendo os frasquinhos sempre que preciso.

Não coloquei na foto mas sempre levo também 2 chupetas para cada uma delas e na minha bolsa sempre tem band-aid e um mini frasco de água oxigenada! Assim quando se machucam ou caem, eu consigo pelo menos limpar o machucado.

Essa é a minha sacola para passeios curtos.

E vocês o que não pode faltar na sacola?

 

Comentários 8

8

29 agosto, 2013
Por Katia Ouang

Hoje eu vou começar uma série de posts sobre o “Terrible Two” , essa fase tão complicada da criança e que em média começa um pouco antes dos 2 anos e pode chegar ou até passar  dos 3 anos. Aqui em casa essa fase está no ápice. Não tem sido fácil lidar com as birras, malcriações e crises da Bruna, mas tento aprender a cada dia , entender, e fazer o meu melhor para conseguir educá-la.

Já há algum tempo queria falar da Orientace para vocês.

O trabalho que elas fazem é muito bacana, e acho que vale a indicação aqui no Blog.  A Orientace é uma empresa formada por um grupo de pedagogas especializadas em Educação Infantil que auxilia os pais nas dúvidas em relação à educação dos filhos.

É aquela “amiga” que você precisa para desabafar mas que também irá te ajudar e orientar. Pois o trabalho delas é ir até a casa dos pais, escutar as queixas , e orientar como lidar com isso. É um trabalho que eu não sabia que existia e que muita vezes com apenas uma consulta e um retorno você já consegue resolver alguma questão de rotina.

Vou contar na prática como foi aqui em casa.

Eu estava há algum tempo tentando desfraldar a Bruna . E quanto mais o tempo passava e ela ficava mais esperta, mais dificil ficava.Foi então que me indicaram o trabalho da Orientace.

Liguei lá e na semana seguinte veio uma pedagoga em casa. Eu contei todo o processo e todas as dificuldades que tinha com a Bruna. Ela me orientou, me passou algumas dicas e como aplicar isso no nosso dia a dia. Com essas dicas e junto com a escola, consegui tirar a fralda do xixi na semana seguinte.

Além disso a minha segunda queixa era como lidar com o ciúmes que a Bruna sente da Manu, mas apesar desse ser um problema não tão simples de resolver a curto prazo,  ela também me passou algumas sugestões que comecei a aplicar  e que ajudaram muito.

Depois de uns dias ela voltou a minha casa, conversamos sobre o que tinha melhorado, o que não funcionou, enfim…

O que acho interessante desse trabalho é poder resolver alguma questão pontual de uma maneira prática e com um profissional que vai até a sua casa e conhece “in loco” o que está de fato acontecendo. Então se você quer uma “mãozinha” para desfraldar seu filho, para fazer ele comer sozinho ou para amenizar as birras e chiliques ou mesmo para desabafar que não aguenta mais e que precisa de uma luz no final do tunel, você pode ter uma profissional para te ajudar.

Além dessa orientação na educação das crianças, a Orientace também tem mais alguns serviços super bacanas . Um deles é a Capacitação de Babás, que acho muito importante. Desde brincadeiras corretas à idade da criança que elas cuidam, a comportamento, rotina e segurança. Algo que super recomendo para as mães que optaram por babás ao invés de escolinha. Nada como ter em casa uma babá qualificada e que ajudará a estimular seu filho. Isso faz muita diferença!

E por último a Orientace possui cursos para crianças. São aulinhas de artes, brincadeiras cantadas ou movimento dadas na sua própria casa ou condominio.

Para saber melhor sobre cada serviço, basta acessar o site da Orientace ou entrar em contato com eles.

Um ótimo final de semana!!!

*K*

 

1 Comentário

1

20 agosto, 2013
Por Katia Ouang

manuem pre

Essa foto foi da semana passada, mas assim que eu publiquei no meu instagram ( @blogminhasdikas) surgiram muitos comentários. Isso porque eu relatei que a Manu não queria dormir e que eu estava louca para pega-la e trazer para a minha cama. Acabei recebendo algumas críticas então acho que valia um post para eu conta um pouquinho sobre como funciona a cama compartilhada aqui em casa.

Ou melhor, ela simplesmente não funciona!

Simplesmente porque a Manu não dorme em nenhum lugar que não seja o berço ou o carrinho dela. E é por isso que não peguei e trouxe para dormir comigo.

E acreditem, existem sim bebês e crianças que não conseguem dormir na cama dos pais!

É frustrante, sim é.  Mas acho menos frustrante um filho que não queira dormir com os pais, do que um filho que não queira dormir em sua própria cama nunca.

Tudo na maternidade é uma escolha. Ganha de um lado, perde do outro, e nós mães adaptamos a nossa rotina e ao que consideramos melhor para os nossos filhos e mais prático para nós.

Aqui em casa é assim. Nenhuma das duas gosta de dormir na minha cama. Pois tanto a Bruna, como a Manu, sempre dormiram em seu berço com a porta do quarto fechada e a luz apagada. E estão habituadas a isso desde bem pequenas, tanto que qualquer mudança elas estranham.

Com a Bruna eu ainda pude usufruir da delícia de dormir abraçadinha com um bebê. Dos 4 meses até uns 18meses, ela acordava as 6 da manhã em seu berço, eu trazia para minha cama, e dormiamos juntas até as 9. Era o verdadeiro paraíso! Nunca senti culpa ou pensei que poderia estragar a rotina dela fazendo isso, porque simplesmente ela dormia sozinha as 20 horas e nao chorava antes das 6.

Com 18 meses ela naturalmente começou a dormir até as 7.30-8 sem acordar as 6. Então não vinha mais para a minha cama.

Eu tentei com a Manu a mesma “tecnica”, mas não deu muito certo. Ela não dorme na cama conosco nem quando era recem nascida.

No geral, eu não tenho nada a reclamar, pois elas são super disciplinadas com o sono. Mas nas poucas vezes que saimos da rotina como quando viajamos , é um caos. Elas não querem dormir na cama conosco, estranham outros berços, enfim.

O mais chato não é apenas isso, é quando estão doentes e você não quer deixar seu filho dormir sozinho mas ele também não dorme com você. Então você tem que ficar de plantão no quarto deles sem muita escolha.

Isso tudo para dizer que não podemos simplesmente escolher o que queremos. A primeira escolha nós podemos fazer; que é acostumar seu bebê a dormir sozinho ou dormir sempre com você. Depois disso não é porque algumas vezes eu tenho vontade de dormir com elas que eu vou conseguir. Eu fui a única responsável por acostumá-las a dormirem sozinhas com uma certa rigidez de rotina.  E quebrar essa rotina para elas é estranho, elas não se adaptam. Infelizmente a criança não tem um botãozinho que a gente programa: Hoje ela vai dormir comigo. Amanha no berço…. Ah se fosse assim….

Então não pensem que eu sou uma geladeira e deixo a criança acordada no berço. Tanto a Manu como a Bruna não sofrem com isso, pois foram acostumadas desde cedo a ficarem sozinhas no berço. Elas entendem que muitas vezes o sono pode demorar um pouquinho, mas logo ele vem.

Cada mãe sabe o melhor para a sua casa, sua rotina e o bem estar dos seus filhos. E eu entendo 100% a mãe que deixa o filho fazer o que quiser pois muitas vezes somos tomadas por um cansaço  tao grande que o que facilitar nossa vida , nós permitimos.

Quem compartilha cama e não se incomoda da criança dormir junto todas as noites, ótimo.

Quem não compartilha por achar que seja melhor para a criança dormir sozinha, ótimo também.

E melhor ainda quem consegue compartilhar só as vezes ! Essas mães sim tiveram sorte.

Eu sinto vontade sim de dormir com elas. E muita. Mas sei também por amigas com filhos maiores que logo mais eles virão para nossa cama sozinhos, sem a gente escolher se quer o não quer. Pois qual criança depois que aprende o caminho do quarto dos pais não vai dar uma “passeadinha” por lá?

E com vocês, como funciona?

Aproveitando esse tema,  o próximo é um dos mais pedidos por aqui: Como fazer seu filho dormir sozinho! Aguardem!

 

Comentários 38

5

13 agosto, 2013
Por Katia Ouang

bb

Depois que eu tive as meninas  meu armário mudou bastante. Hoje eu uso basicamente o que for mais confortável e que não amasse. E eu uso muita camiseta!  Mas gosto daquelas mais descoladas com uma estampa bacana. Pois uso muito com jeans e se preciso sair rápido, coloco um blazer e pronto, estou arrumada!

Essa semana conheci uma loja virtual , a Chico Rei e pirei com tanta opção de camiseta ! Acho que passei uma tarde olhando as dezenas de opções para mim. São camisetas com estampas e frases divertidas.

Mas como sempre quem saiu ganhando foi a Bruna, pois acabei comprando mais para ela do que para mim. Eu sinto muita falta de camiseta assim no Brasil  pois é praticamente o que a Bruna usa no dia a dia. Roupa sem frescura, para brincar mesmo!  No site da Chico Rei tem algumas opções unissex de camisetas para as crianças com umas estampas super divertidas! E o mais bacana é que clicando em cada camiseta você vê a história e a explicação do tema e da estampa. Tem a partir do tamanho 2. Comprei o 4 para a Bruna que esta com quase 3 anos e ficou perfeito!

Essas foram as minhas escolhas para a Bru:

bru

A camiseta de balões foi feita em parceria com a APAE com parte da renda revertida para eles. Então você compra a camiseta e ainda ajuda essa instituição tão importante.

Vejam alguns modelos de camiseta infantil:

Kids

 

E essas acabaram sendo minhas escolhas, 1 camiseta e um moletom:

ka

 

Eu adorei essas estampas!

 

Eu conversei com a marca e eles ofereceram um cupom para as leitoras do Blog comprarem com 15% de desconto até dia 18. Então até domingo vocês conseguem comprar com essa vantagem.

Basta digitar: DIKAS   no fechamento da compra.

Hoje a “Dika” foi para as mamães e os pequenos, gostaram???

 

Comentários 5

4