Por Katia Ouang

IMG_8446

E depois de 3 longos anos o blog enfim ganha um novo layout!  Decidi trocar as fotos antigas delas ainda bebê, por apenas uma foto que representasse bem o momento que estamos agora; um momento delicioso, maduro, onde nós 3 vamos para o mesmo lado, unidas sempre!

Claro, os perrengues de mãe continuam por aqui, firmes e fortes. Medos, insegurança e dúvidas na maneira de educar… isso faz parte. E tenho certeza que vai me acompanhar por toda a vida.

Mas o importante é que sai definitivamente do “olho do furacão” e posso afirmar com todas as letras que sim; Há uma luz no final do tunel! E a maternidade se torna cada vez mais e mais prazerosa  com uma recompensa que se chama AMOR.

Lembro quando as duas eram pequeninas, Bru com 2 anos e pouco e Manu com poucos meses, auge da fofura, eu olhava para mães com filhos na faixa de 6 anos e achava além de tão sem graça, algo que estava há anos luz de distância da minha vida. Sim, eu confesso que achava muito sem graça as crianças maiores ( #QuemNunca!)

Eis que estou aqui, há poucos dias da Bruna completar 6 anos,  dizendo o quanto eu torço para vocês mamães de bebês e crianças pequenas para que cheguem logo nessa fase. É quase que um renascimento da maternidade, algo novo, simples e muito mais fácil de lidar. Perto da rotina com um bebê e criança pequena, é simplesmente incomparável. E sei que é uma fase transitória , pois as mães de crianças maiores afirmam; logo mais essas crianças não vão mais querer ficar conosco, terão sua independência e vão nos enfrentar e desafiar na Pré Adolescência. Algo que também me parecia tão distante… mas hoje sei que o tempo que me separa dessa fase é o mesmo de quando eu achava que uma criança de 6 anos era algo para muito anos depois.

Sabendo disso eu tenho vivido mais do que intensamente essa delicia que é ter um filho com quase 6 anos.

Quem se lembra dos perrengues que passei com a Bruna entre os 2 e 4 anos, sabe que quase surtei. Quantos foram os posts sobre Terrible Twos? Nem eu sei ao certo…Cheguei a colocá-la em terapia por simplesmente não saber como agir com uma criança cheia de vontades, manias e de personalidade difícil. Sendo que o desafio maior sempre esteve em como controlar o ciumes dela em relação à Manu e como isso estressava todos a sua volta.

Ciúmes sumiram? ou melhor, diminuiram?

Não. Definitivamente não.

E esse ainda é o maior desafio que enfrento na educação da Bruna; Como ensinar a controlar o ciumes da irmã e aprender a conviver em harmonia com ela.

Mas o contexto todo melhorou. O que ajuda muito.

Elas brigam muito, muito mesmo, como todos os irmãos na face da terra. Mas também brincam muito, e a cada dia descobrem a delicia que é poder ter uma amiga, uma companhia para  qualquer hora, para desenhar, brincar de boneca, experimentar as minhas roupas e maquiagens e viver todo o universo feminino que me ronda em sua intensidade mais forte.

Tenho muito a contar por aqui, seja desse lado delicioso dos quase 6 anos da Bruna , como ainda o “olho do furacão” no  inicio  dos 4 anos da Manu. Pois ela sim ainda me dá algum trabalho. Nada que eu não saiba que em pouco tempo vai passar, e é por isso tenho encarado de uma forma muito mais leve e paciente.

Vou falar não apenas das novas descobertas da Bruna como o Ballet, o inicio da alfabetização, a independência e as primeiras noites fora de casa,  mas também a minha rotina por aqui, seja dos desafios de uma mãe que trabalha em esquema “Home Office” como  a minha batalha por descompartilhar minha cama , o desânimo no desfralde noturno da Manu, nossos passeios aos finais de semana e é claro, a dificuldade em educar 2 crianças após uma separação.

Começo a semana agradecendo à vocês que nunca deixam de me seguir e comentar, mesmo quando eu fico um tempinho afastada.

Beijos e Bem Vindas a nova casa!

*K*

 

(créditos da foto: Projeto Familia por Rachel Guedes)

12

Comentários 3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 Comentário:A Fase Mais Gostosa Da Maternidade

  1. Rayanne

    Legal, Katia! Vou adorar acompanhar novamente o blog! Bem vinda novamente e beijo pras meninas!

  2. Renata Bernardo

    Boa Sorte e volte com teus posts.

    Beijossss. Renata Bernardo

  3. Joyce Terra

    Eba! Ansiosa pelo seus textos de maternidade real! Parabens pela cara nova do blog!