27 julho, 2015
Por Katia Ouang

Semana passada estive no novo estúdio da fotógrafa Rachel Guedes para fazer mais uma sessão de fotos!!!Desde que tive a Bruna a cada 1 ano faço uma sessão com elas. E é o máximo poder comparar como elas mudaram. Uma recordação incrível!

A novidade é que agora o estúdio fica em uma casa linda que permite não apenas as fotos em fundo branco, como as dentro da casa com luz natural, e nos jardins da casa com muita vegetação. O que na minha opinião, enriquece muito as fotos.

Fiquei super animada pois queria muito fazer uma sessão externa, algo que agora é uma opção que a Rachel pode oferecer sem ter que sair do estúdio! Ou seja, uma facilidade e uma segurança a mais para nós  já que hoje em São Paulo não é tão simples assim fazer uma sessão em parques ou na rua. Ainda mais com crianças que não tem muito paciência para esperar…

Foi uma experiência muito bacana. As fotos saíram super naturais (o que eu sempre quis), e acabou sendo algo imprevisível, pois deixamos as meninas explorarem o espaço da casa e fotografamos onde elas gostaram mais e se divertiram.

No meu caso, além de ter algumas fotos minhas para poder usar em alguns trabalhos, queria muito retratar a nossa relação de mãe e filhas nesse momento de mudança da minha vida onde a nossa união é o mais importante. Não quis nem pensar em usar preto ou branco, como já fiz em outras sessões. Queria algo bem colorido e alegre. E acho que o resultado demonstra bem isso:

 

_MG_1875 _MG_1846 _MG_1837 _MG_1886 _MG_1892

_MG_1898  _MG_1945 _MG_1965 _MG_1973 _MG_1978

 

E a segunda parte no jardim:

 

_MG_2229 _MG_2213 _MG_2182 _MG_2131 _MG_2094 _MG_2090 _MG_2043 _MG_2040

 

 

 

 

Aproveitamos e fizemos umas fotinhos para presentear o papai das meninas. Pois acho que não tem nada que ele poderia gostar mais nesse dia dos pais. Dá para aguentar tanta fofura? Eu estou babando….

_MG_1745 _MG_1754

 

 

 

Todo ano eu conto de algumas sessões especiais que a Rachel faz para as leitoras. E minha dica, não percam essa oportunidade! Pois nessas sessões  é possível ter essas fotos profissionais por um valor acessível. E não tem investimento melhor do que esse onde ficamos com uma lembrança para a vida toda.

Esse ano a condição especial é para o Dia dos Pais e para a Sessão Luz Natural, que é essa que eu fiz. Sim, tem que correr para agendar a do Dia dos Pais! Mas ainda dá tempo!

Por R$ 380 você faz uma sessão de fotos e  escolhe 5 fotos para serem tratadas e impressas em tamanho 20 x 25. Sendo que 2 delas você já leva no dia para poder presentear. Essas fotos você também recebe o cd com elas digitais para depois usar como e quantas vezes quiser. Com certeza vocês vão perguntar, e as outras fotos da sessão? Por que eu afirmo que no final nós queremos todas! Quem quiser mais do que essas 5 fotos, consegue comprar avulsas por um valor especial.

Todas as dúvidas e informações vocês podem tirar pelo: [email protected] ou 11 2639-9055 / 11 5073-0794

 

Para quem não viu as outras sessões que fiz, segue abaixo:

Sessão Estudio 2011

Sessão Estudio 2012

Sessão Externa ( Parque) 2013

Sessão Dia dos Pais 2014 + Sessão Estudio 2014

 

Dá para perder??

 

Comentários 5

2

23 julho, 2015
Por Katia Ouang

 

pé

Quando contei semana passada no Snapchat (minhasdikas) que as meninas estavam com Bicho Geográfico muitas mães me perguntaram o que era. Resolvi fazer um post sobre o assunto apenas para contar como foi, e não para dar nenhuma explicação médica sobre isso. Lembrando que sempre em qualquer questão de saúde, consultar o pediatra dos seus filhos.

Aproveitei e fiz essa ilustração dos pezinhos para colocar, já que todas as fotos que eu encontrei  eram muito mais assustadoras que a realidade das meninas.

Eu só tinha escutado falar de Bicho Geográfico pela minha mãe, que sempre conta de quando ela e os irmãos pegaram na praia e quase morreram de tanto se coçar. Mas nunca havia escutado de alguma amiga ou alguém próximo que o filho pegou essa verminose. Sim é um verme !

O nome Bicho Geográfico foi dado  pelos caminhos que a larva vai traçando na pele e que parecem um mapa. A larva é eliminada pelas fezes de gatos e cachorros e normalmente ficam na areia seca da praia.

Nós fomos para a praia algumas vezes nos últimos meses, e mesmo sendo proibido levar animais na praia que ficamos, pode ter sido algum gato ou cachorro de rua que entrou e contaminou a areia. Para pegar basta brincar em areia seca que  a larva entra em contato com a pele e penetra. Mas como ela não entra na corrente sanguínea, fica andando “sem rumo” e criando essas linhas que coçam muito!

E como eu descobri? Já há alguns dias as meninas se queixavam de coceira nos pés. Por coincidência as duas. Sempre que eu olhava não via nada, a não ser um vermelhinho que parecia uma picada.

Os dias passaram ,elas continuaram a reclamar, e quando olhei na Manu, a tal”picada” parecia ter aumentado. Mas estava estranha, parecia uma linha grossa. Então percebi que aquilo não era picada de pernilongo ou formiga e não conseguia entender o que poderia ser.

Mostrei para a minha mãe e na hora ela matou a charada; Bicho Geográfico! Aí ela já me desesperou, disse que o tratamento era chatérrimo, e até radioterapia ela tinha feito para matar os bichos! Bom isso há muito mais de 50 anos !

Mandei a foto para a dermato e para a pediatra, ambas afirmaram ser isso e indicaram uma pomada.

No caso delas curou só com a pomada, mas demorou um pouco. Na maioria dos casos ainda precisa de um remédio via oral para ajudar a matar os vermes. E também tanto na Bruna, quanto na Manu, foi bem light. Tinha um foco só  nos pés delas. Na Bruna na lateral do dedão , e na Manu na sola.

Bom, para quem não conhecia, saibam que é bem comum em crianças que frequentam praia. E também é comum dar nas pernas e bumbum já que criança senta na areia sem proteção e fica lá bastante tempo.

O que me indicaram também é gelo para ajudar aliviar a coceira que é bem forte.

E claro, ficar de olho para não deixar brincar em areia seca onde o mar não chega,  e que tem frequência de gatos e cachorros!

 

Mais alguém já teve caso de Bicho Geográfico  nos filhos?

Comentários 3

1

21 julho, 2015
Por Katia Ouang

Nesse último final de semana acabei fazendo alguns programinhas legais com as meninas, então hoje tem diário para contar um pouco do que fizemos e  também um pouco da minha rotina e dos perrengues que passo com elas !

Começamos o sábado indo ao Shopping Iguatemi passear um pouco e conhecer o Espaço Curumim Kids, que acabou de inaugurar onde funcionava o antigo Piks. Existe uma área com vários brinquedos e escorregador que atende bem as crianças menores, e a área central com mesas para desenhar, oficinas de artes, artesanato e culinária. Ótima opção para deixar as crianças enquanto os pais passeiam pelo Shopping.

No meu caso como eu sempre fico junto,  deixei elas brincarem um pouco com os brinquedos e ficamos de voltar outro dia para elas participarem de alguma oficina especifica.

2015-07-21

 

Depois passeamos um pouco pelo Shopping e acreditem, elas se comportam até que bem quando saem sozinhas comigo. Todo mundo me pergunta se não tenho preguiça de sair sozinha com elas pelo perrengue que é,  e eu respondo; preguiça eu tenho, mas os perrengues vão aos poucos melhorando. Hoje saio e não preciso levar carrinho muito menos sacola. Isso já é uma grande liberdade não acham? O que é chato é que tudo demora, colocar as duas na cadeirinha, por cinto, tirar as duas do carro, levar uma no banheiro, depois a outra… Mas é assim minha vida, não tenho opção e muito menos vou chamar uma folguista, então  quanto menos a gente complicar, mais fácil fica.

Dou uma mão para cada, seguro forte, e vamos lá!

Depois fomos para a casa da vovó pois todos sabádos almoçamos por lá. O que já me ajuda muito a não ter que sujar louça e fazer comida em casa. De lá elas sempre saem com o pai e ficam com ele até a noite.

Aproveitei para passar em casa, organizar a bagunça que elas deixaram, descansar um pouco, e então fui para o Shopping Cidade Jardim passear com a minha mãe e comer uma pizza com ela. Fomos cedo pois logo mais as meninas voltariam para casa.

Indo para o elevador encontrei a Bruna e a Manu que tinham ido em outra pizzaria no mesmo shopping com o pai por coincidência! Então questão resolvida, não precisava mais voltar cedo para casa e poderia ficar mais um pouco passeando pelo shopping com as meninas junto. Elas estavam pilhadas! Sabem quando mexem em tudo, sobem em tudo ,derrubam tudo…. Meu Deus!!! Nessas horas recorro sempre a um pirulito  que acreditem; ajuda a sossegar um pouco! #ficaadica

2015-07-214

 

Tudo que elas se comportam bem quando estão comigo, parece que enlouquecem quando estão com a avó. Viram pequenas destruidoras de tudo e se unem para me enlouquecer. Minha mãe sempre sai correndo atrás delas dando bronca e elas acham graça. Aí vocês podem imaginar no que se transforma o passeio!

Voltamos já  quase as 10 da noite. Deixei minha mãe em casa e então as duas capotaram no carro para o meu sufoco. Pois acordá-las a essa hora é pedir para ter berreiro.

E dito e  feito, como não consigo carregar as duas, tive que aguentar elas gritando e se jogando no chão até chegar no elevador.

Ainda tive que dar banho nas duas, colocar pijama, dar leite e por para dormir.

Ufa. Missão Cumprida!

Domingo começa naquele esquema de correria que já conhecemos bem; troca uma, troca a outra, faz o leite das duas,  café da manhã para as duas , preparo o meu café, tento comer algo, me troco, faço uma mochila e lá vamos nós de novo….

Dessa vez para a Cia dos Bichos em Cotia. Um lugar que fui quando a Manu ainda era bebê de carrinho , então só a Bruna aproveitou ( vejam o post completo). Como adorei e já pensava em voltar , aproveitei que amanheceu um dia lindo, peguei minha mãe ( ah se não fosse ela) e lá fomos nós passear de novo!

Chegamos assim que abriu as 10 hs, então ainda não estava  cheio e conseguimos aproveitar bastante! O que eu adoro lá é que o espaço é bem grande como um sitio mesmo, uma delícia para passar o dia.

A Manu me surpreendeu pois não teve medo de nenhum bichinho, ela adorou!

Algumas coisas mudaram da última vez que fomos. O parquinho tem mais brinquedos, construíram um espaço família exclusivo para troca dos bebês e amamentação e achei os monitores incríveis. Algo que não me chamou tanta atenção da outra vez. São extremamente simpáticos, carismáticos e jeitosos com as crianças. Ponto positivo!

2015-07-213 2015-07-211 2015-07-212

 

As meninas adoraram e nós nos divertimos muito. Principalmente com os bodes que estavam soltos e vieram comer na nossa mão! Demos muita risada!

Acabamos beliscando alguns lanchinhos então não almoçamos por lá. Mas já me falaram que a comida é ótima!

Programa imperdível para quem tem filhos!

Voltamos para casa, preparei um macarrão com bifinho para elas, dei banho e elas foram passear com o pai.

Eu tinha mil planos para as minhas horas livres… queria passear, pedalar, fazer banho de creme no cabelo… e no final capotei no sofá por mais de 2 horas. Algo inédito na minha vida.

Acordei e nem sabia onde eu estava de tão profundo que peguei no sono. Acho que tenho tanto cansaço acumulado que fiquei com mais sono e preguiça ainda. Preferi ficar em casa , tomar um banho e esperar por elas.

As vezes não fazer nada é um luxo mais do que necessário não acham?

E esse foi o meu final de semana….

Comentários 4

6

20 julho, 2015
Por Katia Ouang

Eu já falei várias vezes sobre a relação entre as meninas e o quanto isso me desanimava ou muitas vezes me enlouquecia. Parece que passavam 90% do dia brigando e se provocando, e o restante se “tolerando”.

Sempre sonhei que elas fossem muito amigas pois tem uma diferença pequena de idade. Mas essa diferença ainda pesa, e muito. Talvez fique imperceptível daqui uns anos. Mas enquanto não fica, tenho que passar boa parte do tempo separando as brigas e as crises de ciúmes da Bruna.

Porém, uma luz no final do túnel tem aparecido sutilmente e melhor, em um crescente.

Tenho me surpreendido com momentos mais frequentes de carinho e amizade  entre elas e percebo o quanto isso me traz paz, felicidade e uma tranquilidade que nunca imaginei ter. Vejo quanto é importante ter um irmão e criar esse laço de amor. Ainda mais agora que estou separada. Saber que elas sempre terão uma a outra, é algo que me faz muito feliz.

E é claro, a tendência natural é que elas se identifiquem conforme o desenvolvimento da Manu  vai se aproximando da Bruna. Hoje elas conversam, brincam, interagem e uma virou uma companhia para a outra. Na maioria das vezes elas me deixam louca com as brigas e provocações. Mas isso tem sido neutralizado por momentos em que vejo elas juntas e principalmente, quando a Bruna resolver deixar o ciúmes de lado e curtir a Manu de verdade.

Muitas pessoas pensam que quem se separa sem filhos é mais fácil que com filhos. E eu afirmo que se não fossem elas, eu estaria bem pior. O amor delas me supre absurdamente. A ponto de eu esquecer meus problemas para focar apenas em cria-las e educá-las.

E agora ainda estou tendo a benção de viver essa nova sensação que é vê-las crescendo e criando laços. Além é claro, de se tornarem minhas amigas e companheiras!

Ontem eu estava exausta, desanimada, com preguiça de começar a semana. Fui arrumar a cama delas e quando volto, me deparo com a Bruna dando o leite da Manu e fazendo carinho nela. Ainda falou : “Mamãe, coloquei o laço na Manu igual ao meu para ela fica feliz”!

Capturas de tela92

Algo que pode parecer comum para muitos e acontecer em outras casas, mas aqui é novidade.

E posso garantir que me encheu de amor e energia , pois é por elas que faço tudo!

 

E para quem ainda tem dúvida se vale a pena ter o segundo…. eu digo; não pensaria 2x !

Capturas de tela93

 

Não é para morrer de amor!?

Bom começo de semana….

beijos

*K*

Comentários 4

7

16 julho, 2015
Por Katia Ouang

Hoje quero contar mais algumas curiosidades sobre o Blog que talvez vocês não saibam…. O primeiro post teve um retorno bem bacana, então sempre que possível vou colocar 5 tópicos separados por tema para podermos relembrar muito assunto interessante mas que vai ficando para trás com o passar do tempo.

Hoje vou mostrar os 5 posts mais acessados desde o inicio do blog! Nem todos são os meus preferidos, mas são os mais vistos e estão na lista dos top 5 do wordpress. E o interessante é que são sempre posts de pais com dúvidas e que foram ao Google buscar alguma resposta chegando no meu Blog! Para rever os posts basta clicar nos títulos!

 

Captura de tela inteira 16072015 183236

São eles por ordem de acessos:

1) Modelos de Carrinho

Nesse post que fiz há 4 anos,  reuni amigas que tinham modelos de carrinho diferentes e enviei uma enquete para cada uma, com as principais dúvidas das mamães que estavam montando enxoval. O resultado é um post com review de 15 modelos de carrinhos e que na época, ajudou muitas mães a decidirem qual comprar. Digo na época pois hoje já surgiram dezenas de outros modelos no mercado que com certeza substituem vários dos citados em qualidade, peso e funções.

Aqui já aposentei os carrinhos há bastante tempo. E para quem não sabe , tive um Quinny Buzz, que foi muito bem usado e aproveitado, e um McLaren Quest como carrinho mais leve. Ambos foram super comentados e avaliados por aqui. Basta colocar na busca.

Minha conclusão é que não vale a pena ter um trambolho. Busque por um modelo com custo beneficio bom e pensando sempre na praticidade para o dia a dia.

 

 

2) Dica de Mãe – Ameixa Seca

Essa dica vem do tempo de nossos avós, mas funciona, não tem contra indicação, e qualquer um pode fazer em casa. É um dos itens mais buscados no Google por mães desesperadas com filhos com intestino preso.  Para quem ainda não conhece ou nunca testou, funciona para os bebezinhos até nós adultos!

 

 

3) Babá Eletrônica

Nesse post eu conto um pouco dos principais modelos de babá eletrônica disponíveis no mercado em 2013 ( muitas ainda são as mais vendidas)e  o que uma futura mamãe tem que levar em consideração na hora de escolher um modelo. Até hoje recebo comentários de leitoras e já virou praticamente um fórum de discussões sobre esse assunto!

 

 

4) Vida de Mãe – Rotina com um Recém Nascido

IMG_3225

Sempre temos alguns posts queridinhos. E esse é um dos meus ! Adoro o feed back das leitoras quando me dizem que esse post ajudou muito a estipular uma rotina para seus bebês desde o dia que chegam em casa. E é isso que eu acredito até hoje. É possível sim colocar um bebê em rotina desde pequeninos, e o quanto antes a mãe conseguir fazer isso, o benefício será para todos na família. Esse é o primeiro da série de posts Organizando a Rotina, onde conto até os 12 meses, como colocar ” ordem na casa”. Vale a leitura para todas as futuras mamães ou com bebê pequeno em casa.

 

5) Enxoval para Bebê em NY.

Esse post durante muitos meses permaneceu o primeiro em acessos do blog. Na época que escrevi, não havia tantos blogs ou meios das pessoas se informarem sobre onde ir, o que comprar, melhores lojas. Atualizei o post algumas vezes, e mesmo sendo de 4 anos atrás continua atual e ajudando muitos casais que vão para lá fazer enxoval!

 

 

E vocês , lembram desses posts?

 

Deixe um Comentário

1

15 julho, 2015
Por Katia Ouang

Capturas de tela89

Esse ano tive o privilégio de ir algumas vezes para uma praia muito gostosa onde minha família alugou casa em alguns feriados. Praia menor,mais vazia, plana e de mar calmo. O que facilita muito para quem tem crianças.

Toda vez que volto de lá chego a conclusão como criança ama praia e natureza, e como precisam de muito pouco para se divertirem.

Me veio a reflexão do quanto nós pais ficamos muito mais ansiosos que as crianças em poder proporcionar o mundo, sendo que o mundo deles é muito fácil, simples e acessível.

Preciso levar meu filho para a Disney”, ”  preciso fazer uma festa de 1 ano”, “preciso comprar o lançamento da Barbie que ela quer muito”… Será isso mesmo?

Parece besteira, mas me emociono em ver minhas filhas e meus sobrinhos brincando na praia. Muitas vezes sem um baldinho, um brinquedinho, uma bola, nada. Podemos ficar horas por lá que eles estão sempre se divertindo e achando o que fazer.

Seja sair correndo livres sem medo de caírem e se machucarem ( quer liberdade maior que essa?)

Seja pulando onda,

Construindo castelos, bolos, casas e o imaginário em areia,

Cavando buracos,

Procurando a conchinha mais bonita,

Se enterrando na areia,

Esperando a onda vir para pular,

Sentindo a diferença de textura entre a areia seca e molhada,

Vendo peixinhos que aparecem de vez em quando,  ou caranguejos no anoitecer…

A natureza desperta os sentidos das crianças de uma forma incrível e estimula a explorarem e se sentirem curiosos com recursos muito simples. Vejo isso pois como não tenho casa na praia ou fazenda, costumo viajar com elas com uma certa frequência para conhecer hotéis perto de São Paulo e em muitos deles, tem um mundo para crianças. Nem por isso elas aproveitam mais.

E minha alegria maior foi poder sentir que cada vez mais, começo a ter um pouco de liberdade. Consegui tomar sol, ler uma revista, e fiquei sentada de longe observando elas brincarem, só levantava pagar o sorveteiro! Único consumo que pudesse tentar as crianças durante esses dias,  e outro ponto que me emociona muito…  Ver as crianças correndo quando o carrinho passa buzinando é demais. A carinha delas escolhendo o sabor e ganhando um sorvete,  posso garantir que é tão linda ou até melhor que ganhando um brinquedo.

Capturas de tela90

 

E ficam meus pensamentos de hoje depois de 5 dias felizes praticamente isolada na praia… Onde cheguei à conclusão que temos a vida toda para proporcionar tudo que desejamos para os nossos filhos.

Hoje quero que elas me peçam para voltar para a praia, qualquer praia ….

A Disney temos muito tempo ainda parar ir!!!

Para a Manu, essa é a Disney dela:

 

 

 

Comentários 5

6

14 julho, 2015
Por Katia Ouang

Olá Mamães!

Desculpem meu sumiço… mas passei 5 dias na praia e fiquei praticamente off line, não tinha como postar nada. E hoje eu tinha um monte de trabalho atrasado e meu computador travou.

Então enquanto eu termino um texto bem bacana para postar essa semana e resolvo as pendências aqui, vou passar uma diquinha rápida que adorei e achei que valia um post.

É a lanchonete Achapa ! Mais uma opção para comer em SP com espaço kids. Algo que falta muito ainda na cidade e que todos os pais querem.

Fomos almoçar no domingo passado e adorei tudo. É aquela opção para quando você quer sair, comer algo gostoso,  levar as crianças junto e não quer gastar muito.

O espaço kids fica no andar de cima e é bem grande com várias coisas para as crianças fazerem. E apesar de você não ficar de olho o tempo todo, a monitora foi  super atenciosa e me trouxe as meninas sempre que pediram para descer.

Elas fizeram várias atividades e adoraram. Não queriam ir embora de jeito nenhum!

Capturas de tela88

 

A comida é uma delícia, bem de lanchonete mesmo ( quem não ama?!).

Apesar de ter menu kids, eu pedi para as meninas um filet com fritas que estava ótimo. Eu que sou chata com carne, achei perfeita, estava super macia e fácil para elas comerem! E as batatinhas valem um destaque; peça a batatinha canoa, muuuuuuuito boa!

Capturas de tela87

Meu cheseeburger estava ótimo e o prato que meus pais pediram também!

E de sobremesa, Sundae de Oreo e o Bolo de chocolate com sorvete, vejam que delicia!

Capturas de tela86

 

Tem Achapa em vários endereços, mas só na da Melo Alves que tem o espaço kids e apenas aos finais de semana, das 10 às 16hs.

Fica a dica !!!

 

Deixe um Comentário

1

8 julho, 2015
Por Katia Ouang

Desde que voltei da minha viagem para NY sem as meninas estava ensaiando fazer um post sobre esse assunto. Pensei algumas vezes que poderia não ser legal para quem está próximo a uma viagem sem filhos, mas no final isso não importa. Por que como sempre é um momento muito particular, onde cada pessoa reage de uma maneira diferente e a cada viagem, é uma nova experiência.

Digo isso pois nosso sentimento não muda. Mas os filhos crescem e começam a ter uma compreensão melhor de tudo. Podem se expressar, falar pelo telefone, pelo facetime e ainda colocar para fora o que estão sentindo. O pode ajudar, mas também dificultar em alguns momentos.

Pensei 1 milhão de vezes em não fazer essa viagem. Afinal de contas quando planejei ainda estava casada e contava com o suporte do pai delas em casa enquanto eu estivesse fora. Mas graças ao apoio dos meus pais e suporte que eles deram na minha ausência não desisti. Fui , aproveitei, e foi excelente para mim. Não só em termos de agregar profissionalmente , mas para a minha cabeça. Consegui sair um pouco do “caos” daqui e respirar, fazer tudo com calma, pensar em mim, me recompor , e injetar muita energia e força para continuar meu dia a dia .

Antes dessa viagem eu havia deixado a Bruna 1 vez, e as duas juntas outra. Contei em detalhes em outro post ( aqui) como foi a última vez. E havia prometido que não viajaria tão cedo sem elas. E foi o que aconteceu… 2 anos se passaram e não tive coragem de deixa-lás.

Então o panorama já seria bem diferente dessa vez. Elas um pouco maiores, onde já compreendem tudo, estão na escola ( o que ajuda a ocupar o tempo durante a semana), porém com uma dificuldade que eu não contava;a separação. O que deixou as meninas obviamente mais carentes e passando por um processo de adaptação que não é nada fácil.

Será que viajar nessa fase não seria ainda mais um agravante emocional para elas?

Passei as 2 semanas que antecederam a viagem sofrendo demais. Me segurava durante o dia todo para não chorar. Pois sempre que olhava elas tão pequenas ( sim, ainda são muito pequenas), passando por tantas mudanças e ainda longe da mãe por 1 semana, desabava.  Quando comecei a fazer as malas então, tinha a sensação que ia desistir a qualquer momento.

Por nenhum dia escondi delas que eu iria viajar. E mantive isso até a hora de embarcar. E elas me pareciam bem  tranquilas, não choraram ou demonstraram insegurança nenhuma vez. E eu é claro dizendo que seria rapidinho e que eu traria um monte de presentes para elas! Melhor assim… nenhum choro antes da hora,  um sofrimento a menos para mim.

O que me apavora todas as vezes e que me faz perder o sono na véspera da viagem é imaginar a hora da despedida. Chorei muito na noite anterior, me culpei muito, e estava apavorada em dizer “tchau, a mamãe já volta“.

Meu Deus, tem hora pior que essa?!

E no “Dia D” tudo saiu melhor do que eu sequer imaginava. Consegui fazer uma despedida bem rápida e combinei com a minha mãe que logo em seguida ela já levaria as meninas para passear. E pasmem, não chorei, uma lágrima sequer!

Melhor assim. Menos sofrimento para todo mundo.

Hora de pouso e decolagem do avião prefiro não comentar o quanto rezo para que nada aconteça. É um momento bem tenso para mim que já detestava viajar de avião sem filhos, imaginem com.

Os 6 dias inteiros que fiquei longe delas foram um misto de sentimentos. Tanto para mim, quanto para elas. Que por vezes vinham toda empolgadas falar comigo no facetime, vezes não queriam me ver e outras ainda choraram. Óbvio que chorei junto.E para mim, uma sensação enorme de culpa que me perseguiu por todos os dias, mas também uma sensação maravilhosa de liberdade que eu nunca havia sentido. Eu pude fazer tudo com calma, pude dormir, pude pensar na vida, pude caminhar… E querem saber, foi muito bom! Tão bom que se eu puder e tiver amiga para ir, quero me dar esse “luxo” alguns momentos da minha vida.

E o mesmo vale para casais. Acho que é sim necessário uns dias para o casal. Acho saudável sair um pouco, lembrar como é bom curtir a vida a dois e renovar o casamento. Isso é claro, se tiverem com quem deixar os filhos e principalmente, com deixar e que supra a falta emocional que os pais fazem. Isso faz toda a diferença.

Hoje as meninas ainda falam da minha viagem, perguntam algumas vezes se eu vou viajar de novo ( é claro que para ganharem um monte de presentes!) e estão aí ótimas, sem nenhum trauma. E uma despedida menos traumática dessa vez  me deu segurança e incentivo para ir um dia de novo. Espero que isso seja um crescente!

Cheguei a conclusão que as vezes pensar um pouco em nós pode ser benéfico para todos a nossa volta. E acredito que daqui para frente fique mais fácil para mim , e para elas. Mesmo porque tenho que me acostumar que muitas vezes quem irá me deixar são elas, e que provavelmente viajarão com o pai por dias em muitos momentos.

Mas isso é um novo desafio que definitivamente, quero deixar para pensar quando tiver que passar por ele.

Beijos e Bom Feriado!

*K*

kiss

 

 

 

Comentários 7

8

6 julho, 2015
Por Katia Ouang

Só quem tem filhos pequenos sabe o que acontece com a chegada do outono e inverno.

Eu cheguei a conclusão que minhas filhas só não tossem ou espirram de dezembro a fevereiro. E passo o ano torcendo para que esses meses cheguem logo . Como é mais fácil a vida com crianças no verão, não?

Menos roupas, menos gripe, mais brincadeiras outdoor, piscina, mar…

Enquanto esses dias não chegam, só me resta aguentar as noites mal dormidas e tentar amenizar um pouco esse mal estar que o frio e a poluição causa nas crianças.

Já faz tempo que contei como tento amenizar esses sintomas e faz parte total da nossa rotina a lavagem nasal. Eu melhorei muito da sinusite desdequando passei a fazer 2 a 3 vezes por dia a lavagem ,e as meninas que apesar de reclamarem um pouco para lavarem o nariz, já sabem que é necessário.

Para vocês entenderem um pouco mais como algo tão simples pode ajudar no bem estar das crianças, vou dar o exemplo das meninas.

Aqui em casa eu vivo 2 problemas; a Manu que não é tão alérgica mas tem uma tendência a acumular catarro absurda, o que acaba levando a formação de bactérias e uso de antibióticos, e a Bruna que é super alérgica, espirra e tosse o tempo todo.

No caso da Manu, lavar o nariz quantas vezes ela deixar, só facilita movimentar esse catarro para que ele não acumule. Então o principal é sempre antes de dormir e quando ela acorda. Muitas vezes eu ainda coloco antes de eu dormir, com ela dormindo. E nessa hora eu pingo o soro Sorine (cloreto de sódio) de gotas mesmo, bastante.

As vezes ela acorda, reclama, mas volta a dormir rapidinho. Dou um tempo, e coloco na outra narina.

Na Bruna a questão alérgica dela é complicada. Basta o tempo ficar seco que ela tosse e espirra direto. O jeito de melhorar isso é hidratar bem o nariz e não deixar acumular pó e sujeira, que ativam a alergia.

Capturas de tela84

No começo ela estranhava o jato contínuo, mas hoje ela acha até engraçado e já sabe que tem que usar. Ela acha mais prático, pois coloca estando de pé e rapidinho.

No ano passado participei de algumas ações de Sorine (cloreto de sódio) para incentivar a higiene nasal e esse ano estou super feliz que fui novamente convidada a participar de uma ação super bacana e que logo vou contar para vocês!

Algo que acredito, pratico em casa e recomendo!

 

Comentários 7

5

6 julho, 2015
Por Katia Ouang

Capturas de tela85

Vou aproveitar as férias das crianças não apenas para dar dicas do que fazer em casa, mas também um pouco do que tem de atividades em lugares diferentes e que nossos filhos possam fazer um programinha bacana também !

Na última sexta estive no Atelier de uma amiga minha, o Petit Mains Atelier,  que acabou de inaugurar e é focado em oficinas manuais e criativas para crianças. Tudo que eu adoro e as meninas também. Sempre mostro para vocês o dom da Bruna para essas atividades, então quando a Bia  sócia do Atelier  me falou dos cursos de férias, fui correndo testar!

As meninas participaram da Pintura em Tela. Eu sabia que a Bruna iria amar. Mas o que eu não imaginava era que a Manu ficaria até o final e se concentraria de verdade. Ela adorou! O que é legal para as mães que não tem talento para essas atividades é que os professores ensinam com toda a calma do mundo, até quem nunca desenhou nada consegue pintar um quadro. E acreditem, foram as meninas que fizeram os quadros abaixo. O professor traçou em lápis, elas pintaram tudo!

Esse é apenas 1 dos vários cursos que terão nas Férias. O próximo que vou agendar para elas fazerem é o de peças em feltro que elas viram e amaram. O resultado do curso de feltro são essas corujinhas fofas que elas estão loucas para fazer mas também tem monstrinhos, almofadas e outras opções!

Captura de tela inteira 05072015 212153

 

 

Segue abaixo todas as opções de oficinas para julho:

 

É preciso reservar com antecedência pois são poucas crianças por aula.

Além do Atelier, o espaço também é destinado a pequenas festas de aniversário com duração de 3 horas e que a atração principal é uma das oficinas oferecidas pelo espaço. A festa da Bruna esse ano será lá  apenas para meninas! Depois vou contar e mostrar tudo para vocês! Mas é uma ótima opção para fazer algo menor e mais personalizado fugindo um pouco das festas padrão.

Para informações: http://www.petitesmains.com.br/ ( por email ou telefone)

Fica a dica para ocupar os pequenos com atividades super criativas!

 

Deixe um Comentário

2