30 agosto, 2017
Por Katia Ouang

O tempo passou, as meninas cresceram, e hoje minha indicação são canais do YouTube que elas mesmas descobriram , com a minha supervisão, é claro!

Já vi e revi todos os canais que elas gostam,  e sempre faço uma pré seleção dos videos antes de passar. Tem muita coisa interessante mas também muita coisa inútil e fútil. Por isso enquanto eu ainda tenho controle sobre o que escolher, consigo fazer um “mix” de um pouco de tudo e que não influencie elas de forma negativa. Assim como permito que elas vejam canais adultos bem feitos, com linguagem simples e sem girias ou palavrões, também já  vetei canais infantis bobos ou até desenhos, onde há palavras e expressões que não acho legal passar para elas.

Temos que realmente filtrar com calma e ficar de olho antes de deixar nossos filhos assistirem.

Escolhi para mostrar hoje um pouco dos canais preferidos delas. Sempre intercalo os videos e misturo artes, culinária, humor, brincadeiras…. um pouco de tudo.

É claro que a escolhas dos videos é muito pessoal e de acordo com as preferências de cada criança. Mas fica a dica para quem quer algo divertido e bem infantil!

 

Leia Mais…

Deixe um Comentário

2

23 maio, 2016
Por Katia Ouang

Quem tem criança em casa sabe o quanto os videozinhos no Ipad ou Tablets ajudam na hora do perrengue! Principalmente em restaurantes ou lugares onde precisamos que a criança sossegue um pouquinho!

Então hoje vou aproveitar e passar uma dica diferente das que costumo dar.

Para quem tem meninas em casa apaixonadas pelas Princesas Disney, vale a pena anotar.

Leia Mais…

1 Comentário

6

10 dezembro, 2014
Por Katia Ouang

Hoje eu estava assistindo a uma entrevista da apresentadora Sarah Oliveira e achei tão bacana e espontânea, que resolvi mostrar para vocês. Me identifiquei e me emocionei muito ao relembrar o quanto sofri e em um episódio bem parecido.

Em seguida vou republicar o texto que escrevi há 2 anos sobre esse momento que passei com a Manuela ainda bebê e que choro toda vez que leio.

Isso para ressaltar a importância de sabermos que podem ocorrer imprevistos. Mas que no desespero são sempre outras pessoas que nos ajudam. Além disso sempre falo da importância de conhecer as manobras básicas de primeiros socorros. Então quem tiver a oportunidade de se informar, não deixe de fazer. O mesmo vale para informar as pessoas que nos ajudam com os nossos filhos.

É comum passarmos por vários sustos quando temos crianças. Mas acho que o primeiro susto com um bebê, a gente nunca esquece.

O blog fala de muita coisa boa e feliz, mas fala também de imprevistos e situações as vezes inesperadas. Mas que fazem parte da vida de qualquer mãe e que vão nos ensinando a sermos fortes desde o comecinho da maternidade.

 

Vale a pena ver o vídeo:

 

 

Queria começar explicando o meu sumiço repentino do blog.
Quem me acompanha no Face e no Instagram já sabe que a Manu foi para o hospital na terça feira depois de um susto que não desejo para nenhuma mãe passar.
Hoje escrevo de coração para contar tudo que aconteceu com ela pois graças a Deus, está tudo bem agora.
Na ultima terça feira a tarde, fui amamentar a Manu. Como de costume, amamento e coloco em pé no meu colo para arrotar.
Assim que ela ficou em pé reclamou um pouco e não arrotou. 
Continuei com ela em pé mas ela começou a chorar. Achei estranho pois ela nunca chora, digo nunca mesmo. Parecia um choro de cólicas pois ela estava com a barriguinha muito dura.
Na hora achei que seriam cólicas ou gases pois o intestino da Manu não funciona muito bem. 
Depois do choro ela começou a suar muito na cabeça, outro fator também estranho. 
Pensei ; ela esta com algum mau estar de dor de barriga…
Coloquei ela na minha cama, tirei a calça e a meia e deitei ela para fazer uma massagem na barriguinha. Ela voltou a chorar e um choro que nunca havia visto, um choro doído. De repente ela parou e ficou deitada, molinha, olhando para o nada.
Conversei com ela, ela não olhava para mim, não ria e começou a fechar os olhinhos como se fosse dormir.
Aí vi que tinha algo errado com ela.
Imediatamente liguei para a pediatra e coloquei a Manu no colo da babá. Ela continuava acordada, mas molinha, sem reação…parecia desmaiada mas com os olhos abertos.
De repente ela começou a ficar roxa, os lábios azuis… e eu ao telefone simplesmente surtei. Comecei a gritar  e tremer e a pediatra disse para eu ir imediatamente para o hospital.
Mas como assim? eu precisava fazer algo antes de ir para o hospital, não ia entrar no carro com ela assim.
Começamos a mudar ela de posição, fazer a manobra para desengasgar….mas ela não estava engasgada. Então o que seria aquilo Meu Deus!
Ela não voltava, continuava estática, com os olhinhos tristes, não reagia….e eu gritava, Manu pelo amor de Deus, chora, grita, acorda! Na confusão ninguem achava telefone de taxi e o porteiro disse que levaria a gente.
Eu não tinha condições de dirigir e meu marido trabalha em Cotia. Desci na garagem do meu prédio com ela nos braços e na tensão, o porteiro não conseguia ligar o carro. Sai correndo com ela , esqueci carro aberto, celular, e a primeira pessoa que vi na garagem implorei para me levar ao hospital.
Todo esse tempo a Manu continuava com aquela carinha estranha, estática, e eu pedindo para a babá ficar com o dedo na boca dela para caso fosse uma convulsão , não morder a lingua ou não parar de respirar.
Eu moro a 5 minutos do Einstein. Mas o caminho até lá foi uma eternidade por causa do show da Madonna. Eu só rezava e pedia a Deus para que ela continuasse respirando , pois para mim, ela estava tendo alguma coisa muito séria que na melhor das hipóteses, traria alguma sequela neurológica.
Descemos a milhão no Einsten e imediatamente a Manu foi atendida.
Ela ainda estava apática, parecendo não reconhecer ninguém, mas só de saber que ela estava respirando e já no hospital, pude ter um certo conforto.
O processo todo entre perceber que ela estava estranha e chegar no hospital foi por volta de 40 minutos. 
Nesse intervalo a Manu não reagia e algumas vezes parecia que ia desmaiar de vez.
Eu não sei explicar para vocês o que senti e choro escrevendo só de lembrar a dor que passei. Uma sensação de impotência frente a um filho, querendo salvá-lo, querendo dar sua vida por ele…. Um medo de perdê-lo, uma dor… Eu gritava, rezava, chorava… Dizem que nós devemos ter sangue frio para poder agir com tranquilidade e tentar ajudar. Mas como ter sangue frio nessas horas?? 
Então iniciou-se uma série de exames para descartar algo grave como problemas cardíacos ou de má formação, ou mesmo ter sido uma convulsão.
Não sei dizer em qual momento a Manu começou a voltar e parecer que estava normal. Mas demorou um pouco. Talvez quando a enfermeira colocou a agulha para colher sangue e ela chorou já me pareceu ser melhor que ficar apática como ficou na última hora. Mesmo assim, a Manu ultra sorridente e simpática não dava nem sinais que estava por perto.
So depois de dormir um pouco nos meus braços fazendo um eletro, ela acordou e esboçou um mini sorriso.
Meu coração transbordou de felicidade e mesmo ainda sem saber o que ela tinha, só de estar viva já era tudo para mim.
Até sair o resultado do ultimo exame eu ainda tive muito medo de ser algo grave. Passei a noite na semi intensiva com ela, e foi muito difícil para mim. Não preguei o olho, lembrava do que passei,e só chorava. 
Graças a Deus e a minha Santa Protetora Nossa Senhora de Fátima, nada grave foi encontrado. Não tivemos uma explicação concreta sobre o acontecido , e nesses casos a melhor das hipóteses passada pelos médicos é acreditar que foi um refluxo logo após mamar que gerou uma dor que fez com que a pressão caísse bruscamente.
Por isso ela suou, por isso ela ficou caidinha. E o fato de termos sacudido e deixado ela em diferentes posições para ver se recuperava os sentidos, talvez tenha dificultado ao invés de ajudar.
Afirmar que isso nunca mais acontecerá, não tem como. Pode voltar a acontecer como pode ter sido um episódio isolado que nunca mais volte.
Eu acredito em Deus e que ele protegerá a Manu. E estou trabalhando a minha cabeça para não ficar neurótica e achar que isso pode acontecer de novo a qualquer hora. Pois todos somos vulneráveis a ter um mau estar repentino em qualquer fase da vida.
Em breve contarei melhor como podemos ajudar em determinadas circunstâncias com os bebês e como preparar as pessoas que trabalham conosco em casa para saberem como agir em uma emergência caso a mãe não esteja por perto. Eu felizmente estava ao lado dela quando tudo aconteceu.
Mesmo ela estando bem, ainda estou muito abalada com o que passei.
Pois nas minhas andanças pelo corredor do hospital no mesmo andar que a Manu estava e na salinha infantil, me deparei com cenas de mães dando a sua vida para fazer um filho com câncer ou com problemas serissimos sorrir. Contando histórias, montando castelos, vestindo fantasias… isso me abalou demais. 
Queria que todas aquelas mães também tivessem alta e pudessem ir embora de lá com seus filhos nos braços como eu pude fazer.
Não poderia finalizar sem agradecer às dezenas de mensagens e orações que recebi pelo Instagram. Eu li cada uma delas e me senti muito confortada por mães que com certeza, também torceram pela Manu.
De coração, muito, mais muitoooooooooo obrigado. Desejo que todo o carinho e força que vocês me passaram volte em dobro para vocês! E que nossos filhos sempre tenham muita saúde. 
O resto não importa.
Agora é bola para frente, pensar em coisas boas e prometo muitos posts na semana que vem !
Um beijo enorme,
Katia, Manu, e é claro, a Bruninha. 
Meus tesouros!
Comentários 3

3

30 julho, 2014
Por Katia Ouang

Hoje me deu vontade de mostrar esse vídeo para vocês.

É a ultima música do DVD Animazoo que desde pequena a Manu adora e eu canto para ela antes de dormir todos os dias.

Ela sempre pede, Mamãe, canta estrelinha! Aí deita a cabecinha no meu ombro e fica fazendo carinho no meu rosto. É o “nosso” momento do dia!

Acho essa música uma graça e tem um significado enorme para mim.

Logo mais vou postar uma listinha de dvds nesse estilo e que as meninas adoram

E seus pequenos , tem alguma música especial que eles gostem na hora de dormir?

Comentários 2

3

13 junho, 2014
Por Katia Ouang
Na retrospectiva de hoje em homenagem ao dia dos namorados, coloco o videozinho do meu casamento!
Eu adoro ver esses videos, acho um momento tão bacana e depois que temos os filhos nem lembramos mais de ver!
Afinal de contas esse casamento resultou na Bruna e Manu, inspirações para este blog e alegrias da minha vida !
Outro dia deixei a Bruna ver comigo esse vídeo e foi uma das experiências mais engraçadas com ela. Ela reconheceu todas as pessoas da família mas ficava o tempo todo questionando onde ela e a Manu estavam.
E essa foi a primeira tentativa de explicar que elas vieram depois desse momento!
[youtube=http://youtu.be/YyQg_73LKzE]
Vocês já mostraram o vídeo do seu casamento para seus pequenos? Como eles reagiram?
Um ótimo final de semana para vocês e até segunda!
Beijos
*K*
Vestido : Samuel Cirnansck , Cabelo : Cris ( LÓfficel) , Make : Ronaldo Pereira , Tiara : Casa Vasconcellos , Sapato: Kila, Fotos : Carola Montoro, Decoração : Maria Paula Caruso Ouang ( minha mãe !!!), Doces Mariza, Bem Casados Conceição, Espaço – 011, Dj Luis Maranhão, Buffet Trio

Comentários 11

2

20 julho, 2012
Por Katia Ouang
Todo mundo que tem filhos já recorreu ao recurso dos filminhos para conseguir prender a atenção por algum tempinho que seja. Não sou de deixar minha filha assistir o tempo todo, e regulo bastante. Mas não tenho como evitar em alguns momentos. 

A Bruna dos 8 meses até 1 ano e pouco adorava ver qualquer coisa que eu colocasse no dvd. Depois entrou na fase que não assistia mais do que 2 minutos um filminho. E agora esta vidrada em assitir no meu laptop, de preferência sentada no meu colo. O que não refresca em nada a minha vida!!!

Separei alguns videos que ela gosta de ver para quem não tem mais idéia do que colocar.
Vou pular as indicações clássicas como Galinha Pintadinha, Patati Patatá e Clube do Mickey , pois não há mãe que não conheça!
O bom do Youtube é que voce encontra desde algumas versões mais longas até filminhos mais rápidos , e pode testar o que seu pequeno gosta antes de comprar em DVD ou baixar no Itunes. E é sempre uma alternativa para passar no ipad ou iphone quando voce está em algum restaurante , ou fora de casa, e não sabe mais o que fazer com o seu filho!
Segue algumas opções e uma amostra de um episódio para vocês conhecerem. Tem sugestões para bebês menores a maiorzinhos.

E mamães que são contra os filminhos, não me matem…. em algum momento vocês também recorrerão a eles!!!
Patrick and Friends
Esse é um filminho que vem em alguns brinquedos da marca KKids e foi o primeiro que a Bruna assistiu depois dos 6 meses. Até hoje ela adora.
O que eu gosto é que não é barulhento, trabalha só com cores fortes e fundo branco. Perfeito para bebês pequeninos que não entendem nada e só enxergam a figura e a música.
Hoje a Bruna gosta pois conta histórias fáceis de entender e trata de assuntos bem básicos como cores, formas, numeros, etc.
Tem versão em Inglês, Português e Espanhol
Pocoyo
No estilo do Patrick and Friends, o Pocoyo tem fundo branco e trabalha com cores fortes, texto fácil e versões em várias linguas. Também indicado para bebês pequenos por não ter tanta poluição visual.
 
TUTITU
Tutitu também é uma ótima opção para bebês menores. É sempre uma nave que vai soltando as peças de um elemento até montá-lo por completo. Toca sempre a mesma música que é super suave. 
Porém os episódios são sempre de 3 minutos. Ou seja, não resolve muita coisa ! Mas é bom para quando você quer passar algo mais rápido no celular. Os desenhos são super fofos e não possuem fala.
Giggle Bellies
Diferente de todos os indicados acima, os Giggle Bellies atordoam até o adulto que gosta de barulho. São bichinhos divertidos, maluquinhos e ultra coloridos, em musicais cheios de informação, barulho e cores. São músicas conhecidas dos americanos. Fascina as crianças acima de 1 ano por serem super coloridos. Também são videos curtos.

Baby Einstein
O clássico Baby Einstein é dos meus videos prediletos. Ainda mais porque mesmo no Youtube você encontra versões de mais de 20 minutos, o que é ótimo quando precisa fazer alguma coisa e deixar seu filho quieto por alguns instantes.
Adoro todos os episódios. Mas meu preferido é o Baby Noah, Old Macdonald e Baby Newton. 
São educativos e super gostosos de assistir. Misturam vida real com bonecos e brinquedos. Tem pouca fala. No máximo o nome dos animais, cores, formas, climas, etc. As músicas normalmente são instrumentais , clássicas e super gostosas de ouvir. Para bebezinhos e bebezões!
Versões em Inglês e Português. Indico muito comprar o dvd completo. Esse vale a pena ter toda a coleção !


Bebê Mais
Na mesma linha do Baby Einsten, Bebê Mais é a versão nacional. Um pouco mais “tosca” e não tão bem feita, mas que agrada muito. Tem vários temas e é fácil de encontrar em qualquer loja de brinquedos.

Esses são só alguns dos videos que mais passam no meu Youtube! Sempre que eu descobrir novidades indico para vocês.
E seus filhos, o que gostam de assitir???
Comentários 3

0