23 abril, 2013
Por Katia Ouang

Um dos itens que as grávidas sempre me perguntam se vale a pena comprar são as calcinhas, sutiãs e cintas. 


Como para cada tipo de peça eu tenho uma opinião, vou separar por itens.


Calcinha Gestante
Existem vários modelos de calcinha para gestante, uns são calcinhas comuns com a cintura mais larga, mais baixa e sem costura, e outros cobrem toda a barriga prometendo dar mais sustentação ao peso no final da gravidez.
Eu não usei nenhuma delas. Preferi as calcinhas de algodão da linha Gap Body que comprei quando fui fazer  enxoval em NY. Não são calcinhas para gestante mas são ultra confortáveis.
O ideal é você escolher modelos que se adaptem às transformações do seu corpo sem incomodar, apertar ou machucar.


Conclusão : Não acho que vale a pena gastar com um item que você usará por bem pouco tempo e que voê pode subsitituir por calcinhas comuns 1 tamanho acima ou de algum modelo bem confortável .









Sutiã Gestante : 
Algumas marcas fazem modelos mais confortáveis, adaptando a estrutura de aros e bojos para não machucar os seios que ficam ultra sensíveis nessa fase. Além disso as alças se tornam bem mais largas para suportar bem o peso dos seios sem machucar a coluna.


Conclusão : Para quem tem seios grandes, acho válido comprar 1 ou 2 modelos que te deixará mais segura. O que eu fiz e acho  melhor, substituir o sutiã por um bom top de ginástica com alças largas. Sustenta tão bem quanto e ainda você aproveita depois.

Calcinha Pós Parto
Esse é outro item que você usará por bem pouco tempo mas que para mim, ajudou bastante. As calcinhas pós parto tem a cintura mais alta mas nã tão alta como as de gestante e são bem firmes. Assim ajudam a “segurar” aquela barriguinha linda e flácida que sobra após o parto e que te acompanhará por um tempinho. A vantagem também é que são mais largas embaixo para segurar melhor o absorvente que você também usará um bom tempo depois do parto! Que animador!
Também acho ótimo para usar embaixo da cinta que muitas vezes costuma machucar.

Conclusão: Vale a pena comprar umas 2-3 para a famosa quarentena, pois qualquer coisa que nos faça sentir mais confortável e menos inchada, vale a pena. A Love Secret tem modelos ótimos e baratos já que você usará pouco tempo.


Sutiã Amamentação 
Esse item é indiscutível a necessidade. E infelizmente não adianta você comprar muitos modelos antes do bebê nascer , pois com certeza o seu seio pode aumentar 1 ou 2 numeros e isso você só saberá quando descer o leite. Compre uns 2 modelos 1 numero acima de deixe para comprar mais depois que o bebê chegar. Assim você pode escolher algum modelo que se adapte melhor às transformações do seu seio.
Hoje já é possível encontrar alguns modelos “melhorzinhos” e que até tem bojo. Pois esses sutiãs molengos e cor da pele ninguém merece não?!
No Brasil ainda não temos os tops sem costura e com alças que soltam. Para mim esses são os melhores. Então quem for viajar, aproveite para comprar.

Conclusão: Compre uns 2 modelos antes do bebê nascer e deixe para comprar o restante depois. Acho que o ideal é ter pelo menos umas 4 unidades.



Cinta Pós Parto
O uso da cinta pós parto é algo que sempre recomendo conversar com o seu obstetra para poder decidir se quer ou não usar.
No meu caso o meu me deixou livre para usar desde o dia do nascimento das meninas deixando claro que teria que ser confortável para mim, pois se me causasse qualquer incômodo, não era para usar.
Há médicos que afirmamque o uso contínuo após o parto ajuda o corpo a voltar mais rápido. Há quem diga que é apenas a sensação de te deixar mais firme.
Eu usei na Bruna e na Manu. Não foi imediato após o parto, mas quando eu senti menos dor da cesarea e menos dificuldade para me movimentar. Pois colocar a cinta é mais do que uma tarefa complicada ! Nas duas acabei usando por mais ou menos uns 2 meses e me sentia melhor. 
Compre o seu tamanho normal de vestuário pois a cinta tem que ser apertada. Digo apertada mesmo. Se não , use apenas uma calcinha pós parto.
Os modelos mais conhecidos são os abaixo:
A minha dica é escolher um modelo bem alto, o que mais se aproxime da linha dos seios que é onde não tem tanta gordura. Pois essas cintas que param entre o umbigo e os seios , acabam machucando e incomodando onde termina o ziper.
Conclusão: Acho válido o uso da cinta e de fato traz uma sensação melhor de conforto. É chata para colocar, incomoda um pouco, mas compensa. Como eu emagreci muito rápido nos dois pós parto, não usei por mais de 1-2 meses. Mas conversando com as minhas amigas que demoraram um pouco mais, elas usaram a cinta por bastante tempo. Principalmente se tivessem que sair para não marcar a barriga na roupa.

Outro item que acho importante falar são as meias de compressão.
São horríveis, difíceis de colocar, mas se caso você seja daquelas que como eu, incham absurdamente, elas de fato resolvem.
É claro que se você pegar um final de gestação em pleno verão, esqueça a meia. Mas se estiver mais fresquinho, é uma ótima opção para pernas e pés não incharem tanto. De fato faz muita diferença.
E caso você já tenha uma viagem marcada para a compra de enxoval e vai passar algumas horas sentadas no avião, o uso da meia é super importante pois evita que você inche ainda mais e tenha aqueles formigamentos comuns nessa fase.

Espero que eu tenha ajudado e quero saber de vocês, o que foi e o que não foi útil desses itens acima.

Todas as imagens que ilustram esse post foram tiradas do site Depósito de Meias São Jorge que eu também super indico para comprar por um preço excelente!

1 Comentário

0

13 março, 2013
Por Katia Ouang






Eu fiquei extremamente feliz em ser escolhida pela representação da Angel Care aqui no Brasil para testar o modelo top da marca e passar para vocês mais essa experiência.



É a Angel Care AC1100

Falar de um produto como esse é de muita responsabilidade, por isso já estou usando há mais de 1 mês para poder passar um feed back bem completo sobre tudo que achei.

Quem ainda não leu meu primeiro post sobre o aparelho, vale a pena conferir todo o conceito que a Angel Care aplica, e o porque hoje sou tão defensora desse sistema. ( veja aqui)

Desde que a Manu foi para o hospital com 4 meses eu uso diariamente o aparelho, e descobri pelo site da marca vários relatos reais de pais que conseguiram ajudar a salvar seu bebê por terem  recebido o alerta da Angel Care a tempo.
Meu modelo era o mais básico de todos, por isso além da Angel Care, eu tinha que usar uma babá eletrônica com câmera.
Com esse modelo novo eu consigo ter tudo em um só aparelho, o que facilitou muito a minha vida.
Confesso que no dia que recebi o aparelho fiquei até com medo de usar pois tem tantos recursos que me questionei se de fato tinha necessidade de tudo isso. E cheguei à conclusão que todos esses recursos são excelentes para ajudar os pais a terem uma noite de sono mais tranquila. 

Mas vamos ao aparelho em si e todas as suas funções:

  • Todos os controles são feitos pela tela touch screen e são super fáceis de configurar acompanhando pelo manual.


  • Você liga e desliga o sensor de movimento pela tela na hora que você quiser com apenas um toque. E também pode regular o nível de sensibilidade. Além disso pode escolher se quer o alarme como som, vibratório ou ambos.
  • Não há ruídos algum na função babá eletrônica, pois o aparelho tem o sistema que só liga o som, se houver qualquer ruído no quarto. Portanto durante a noite você não terá o chiado constante de uma babá e nem interferências.
  • A imagem da tela pode ficar acesa o tempo todo ou pode ficar na função neutra ( a que eu mais gostei) onde só aparece a imagem se você tocar na tela caso escute algum som. Mais um bonus para as nossas noites de sono sem a luz do visor acesa.
  • Você pode falar com o bebê do seu quarto sem precisar ir até o berço. O aparelho possui um microfone onde você aperta um botão, fala, e o som sai na base que fica no quarto do bebê, tipo um rádio. Isso para alguns bebês é ótimo pois só de ouvir a voz dos pais, já acalmam.
  • A unidade dos pais funciona até 8 horas sem o carregador, o que é excelente. Fica em pé em qualquer superfície e possui um prendedor de cinto caso você queira circular pela casa com ela. 
  • A função temperatura também é super importante. Principalmente para dias muito quentes ou muito frios. A temperatura do quarto do bebê aparece na tela o tempo todo, e você pode regular para que um alarme soe caso fique frio demais, ou quente demais. Você escolhe a temperatura que considera limite e se passar, a Angel Care avisa.
  • A única coisa que tive um pouco mais de dificuldade foi a instalação da unidade do bebê. Como ela não tem a mobilidade de virar para cima e para baixo como algumas câmeras, já que é um aparelho multi funções, você tem que escolher um local para colocar que consiga enxergar o bebê. Eu instalei em um dos nichos acima do berço, olhando para baixo. Então se você tem alguma prateleira pode colocar, ou mesmo em um criado mudo ou mesinha auxiliar.
Agora eu queria falar de mais um fator importante na compra de uma aparelho como este; a Assistência Técnica.

A minha Angel Care antiga, que comprei nos Estados Unidos, já havia queimado uma vez. E acabei levando para consertar em uma empresa comum de assistência técnica aqui em São Paulo. Eles trocaram a fonte por uma outra não era original, por isso não tinham como garantir o serviço. Funcionou até hoje, mas só depois que me caiu a ficha do quanto isso poderia ser arriscado, já que poderia parar de funcionar a qualquer hora e a função principal da Angel Care é monitorar o bebê o tempo todo!

Vocês que me acompanham no blog viram a minha “saga” com babás eletrônicas importadas que quebram e não tem assistência ou peças por aqui. Por isso a ultima que comprei foi uma nacional ( veja aqui). E hoje se a experiência com 2 filhas e 4 babás eletrônicas quebradas sem conserto vale; eu não compro mais esses aparelhos nos EUA, a diferença de valor não compensa inutilizar depois.

E acho de extrema importância em um aparelho como o Angel Care poder ter assistência por aqui com garantia. O SAC da marca me informou que só tem como trocar peças ou dar assistência à aparelhos comprados aqui no Brasil.

Tem vários sites que vendem Angel Care. O próprio site da marca no Brasil ( aqui ) ou lojas como Americanas, Submarino, Compra Fácil, entre outros. 
A vantagem é essa, além de poder parcelar em “n” vezes, você garante que se o aparelho quebrar, terá como consertar.

Hoje eu mais do que indico a Angel Care como um item essencial na compra do enxoval. Não considero um opcional, e sim um aparelho de total importância já que envolve diretamente o bem estar, conforto e zelo com nosso filhos , podendo salvar a vida deles em uma eventual fatalidade.

Por isso existem modelos de todos os valores, e mesmo quem não queira tanta tecnologia, pode ter só o monitor de movimento e usar junto com uma babá comum. 


Eu estou aqui super disponível para tirar todas as dúvidas que vocês tiverem , ou também pela Angel Care que disponibilizou um email : [email protected]

Também gostaria de compartilhar experiência com quem tem Angel Care e o que acha do aparelho. Alguém tem esse novo modelo ou pensa em comprar?
Comentários 53

0

15 janeiro, 2013
Por Katia Ouang
Hoje vou abrir uma nova tag aqui no blog ; ” Produtos Top” !


Um dos itens que usamos por um bom tempo e que passa de um filho para o outro são as bolsas. Já comentei aqui no blog que essas bolsas brancas com cara de coisa de bebê não tem muito a ver comigo. Mas como são práticas e fáceis de limpar, são sempre uma boa opção e no final são as que eu mais uso mesmo.

Se eu pudesse voltar ao tempo antes da Bruna nascer, teria investido em uma bolsa melhor para mim para quando saio sozinha com as meninas e posso usar como bolsa comum também. Pois nada mais estranho que você estar super bem vestida com aquela bolsa branca de plástico no ombro não?
Fora que quando passar a fase dos bebês, você pode aproveitar a bolsa como sacola de mão para viajar. Ou seja, um item mais do que útil.

Então hoje a pedido de algumas leitoras que vão viajar, separei alguns modelos de ” Diaper Bags” de marcas bacanas que tem todas as divisões internas adequadas mas que não tem cara de bolsa de bebê ! E acreditem, muitas delas pelo mesmo valor de uma bolsa comum de bebê daqui !
GUCCI – Para mim essa azul marinho é a mais linda de todas! Já conhecia a bege mas essa azul foi a minha eleita entre todas que já vi! Custam em média U$ 900.


BURBERRY – Uma mais moderna, em nylon e a outra no tradicional xadrez.
U$ 690 a cru e U$ 950 a xadrez.



MARC by MARC JACOBS – Lisa ou Estampada –  É a marca que mais tem opção de cores e tem um excelente custo benefício. Custam em média de U$ 200 a U$ 300, o mesmo que você pagaria aqui por uma bolsa de bebê comum.

PRADA – Também é aquela bolsa “eterna”, util para tudo e chique sempre. Essa linha em nylon dura muito e é super fácil de limpar além de leve. Está entre os modelos mais caros, em média U$ 1200. 
TORY BURCH – São bem coloridas e os bolsos externos são ótimos para carregar copinhos e mamadeiras. U$ 370

REBECCA MINKOFF – A marca que virou queridinha de quem ama moda já há algum tempo, também tem sua versão de bolsa para bebê. Adorei a textura do nylon e a combinação de cores. U$ 300.

JUICY COUTURE – Tem mais cara de bolsa comum e um ótimo preço ; U$ 248.

Armani – A partir de U$ 190, são das mais baratas e foi a unica marca mais tradicional que fez opções em branco!


Onde encontrar?
Nas próprias lojas das marcas ou em lojas de Depto, físicas ou virtuais: Saks Fifith Avenue, Nordstrom, Neiman Marcus, Bergdorf Goodman, Bloomingdagles, etc.
Algumas delas até entregam no Brasil, mas não vale muito a pena pelas taxas e impostos. 

E então não é mais bacana ter uma dessas e poder usar depois???

Comentários 2

0

14 janeiro, 2013
Por Katia Ouang

Um dos itens que a maioria das grávidas não dá a minima bola quando monta enxoval são os babadores, e hoje vocês vão até estranhar quanto assunto tenho para falar deles !!!

Muita mãe de primeira viagem acredita que eles só serão úteis quando a criança começar as papinhas, pois não sabem que bem antes disso o bebê tem uma fase que não para de babar 1 minuto e isso começa por volta dos 2-3 meses . E não por causa de dente nascendo, mas por que começa a produzir mais saliva e baba mesmo.

Lembro de me frustrar durante muitos meses da Bruna por não poder usar nenhuma roupa sem babador. E vamos concordar que o babador quebra muito a graça da roupa. Uma vez levei ela em uma festinha sem babador para não estragar o visual de um vestidinho lindo e lembro que em menos de meia hora o vestido estava ensopado de baba. 
E não é nada legal deixar o peito do bebê molhado ou úmido.

Então paciência, é uma fase que eles estarão presentes o tempo todo. Por isso além de bonitos, quanto mais resistentes e de boa qualidade, melhor.

Tem milhares de modelos de babador por aí. Mas é mais um item que aqui no Brasil não são bons e são caros. Pois de nada adianta você ter 2-3 , pode colocar na sua lista pelo menos 1 dúzia deles e mesmo assim, não é exagero caso você compre mais! Eu chego a trocar umas 3-4 vezes por dia .

Já testei dezenas deles na Bruna e posso passar algumas coisas que aprendi e que estou usando na Manu:

– Algumas marcas nacionais não tem a mínima noção do tamanho do pescocinho do bebê e fazem a abertura muito pequena. Não use babador apertado de maneira alguma principalmente se eles forem de botão. Os bebês com 4-5 meses já tentam arrancar o babador, e se ele for apertado e difícil de abrir podem machucar.

– Babador bom para usar em casa é o da Carters ( veja aqui porque ). São disparado os melhores em custo benefício, não estragam tão facil, e tem uma camada impermeável por dentro que impede que passe umidade para a roupa.

– Babador confortável tem fechamento lateral – isso ajuda a não incomodar quando o bebê deita e também é mais difícil de abrir caso o bebê puxe.

– Babador com velcro comum pode machucar o bebê e solta com facilidade. Os babadores americanos tem um velcro macio que não pinica e prende super bem.

– Babador de plástico é bom para as refeições apenas,  pois fica melado e no calor esquenta demais.

– Babador no início pode irritar um pouco o pescocinho do bebê, por isso se ficar vermelhinho não se assuste pois é normal. Eu sempre coloco maisena no pescoço da Manu depois do banho, e ajuda muito a melhorar e ficar sempre sequinho. Pois com a baba o pescoço costuma irritar.




Agora alguns modelos que eu uso na Manu e o que cada um tem de melhor:



Esses são os da Carters que amo! Fechamento lateral e camada impermeável ajudam a aguentar o dia todo em casa. Seguram super bem a baba e normalmente vem em kit com 3 unidades. Dependendo da coleção tem uns desenhos bem fofos.





Esses são da First Impressions. O modelo é o mesmo da Carters mas não tem a camada impermeável por dentro, então não aguentam por muito tempo e ficam ensopados rapidinho. Normalmente as estampas de cada coleção combinam com as roupas da marca. Então você consegue montar uns “conjuntinhos” para deixar a roupa mais bonitinha. Muitos deles tem a mesma estampa do body então nem  parece que o bebê está usando.



Esses babadores – bandana da Gumii são o máximo ! É uma das minhas opções preferidas para sair pois deixam o bebê bem estiloso! Tem várias cores lisas que você consegue combinar com a roupa do bebê sem estragar o visual!!! Mas quem gosta de algo mais moderninho tem também estampsa de oncinha, zebra, listrados e são todos unissex e seguram bem a baba pois tem uma camada dupla de tecido dentro. Para sair são os que a Manu mais usa.

Esses são uma opção de babadores mais “chiques” e são da Trousseau. Para se a Manu tiver uma festinha e eu tiver que colocar por cima de um vestido. São bordados e tem um tecido mais sofisticado.




E esses são da Baby BiB ! São babadores estampados que ficam bacana com roupas lisas. Mas a marca também faz várias roupinhas com o babador combinando. Então se você quiser um vestidinho estampado e precisa por o babador, terá combinando.

Babador mancha e suja com facilidade, então é uma ótima sugestão de presente para futuras mamães, e um item super importante na listinha de enxoval!


Comentários 9

0

3 janeiro, 2013
Por Katia Ouang

Já há algum tempo queria escrever sobre esse tema mas não tinha minha opinião formada sobre o assunto, e sei que surgirão várias dúvidas e perguntas, então hoje acho que consigo ter um pouco mais de informações baseada na minha própria experiência.

Antes da Bruna nascer eu não conhecia nada sobre produtos para bebês, mas já sabia por algumas amigas da existência da Angel Care.
Quando fui fazer o enxoval em NY, já tinha na minha lista que compraria um modelo, apesar de muita gente criticar e falar que seria muita neurose, que não era necessário.

A Angel Care é uma babá eletrônica com detector de movimento que apita se o bebê ficar mais de 20 segundos sem respirar. O que pode fazer a diferença na hora de uma apneia ou refluxo mais grave do bebê, pois os pais podem prestar os primeiros socorros e salvar a criança. E também para bebês que se enrolam no cobertor ( por isso que sempre fui super contra e nunca usei), bebês que colocam o rosto nos protetores de berço e também para mudanças bruscas de temperatura no corpo deles.
É uma babá eletrônica comum, mas que possui uma placa com sensor que fica abaixo do colchão do berço.

Tinha certeza que usaria desde o primeiro dia da Bruna em casa, ainda mais porque nunca tive uma babá que dormisse no quarto com as minhas filhas.


Comprei em 2010 e nunca tirei da caixa. 
Acho que mais por receio de ficar de fato neurótica e com medo que a cada disparada de alerta eu fosse infartar.

Depois do ocorrido com a Manu ( veja aqui ), eu decidi que já que tinha uma em casa, eu iria usar até ela ter 1 ano. E se não tivesse, com certeza compraria. 
E criei coragem e instalei no berço da Manu e estou usando há quase 1 mês quando ela passou do meu quarto para o dela. Graças a Deus, mesmo que por alarme falso, ela nunca disparou. A não ser quando eu esqueço de desligar após tirar a Manu do berço. Então hoje no meu quarto tenho uma babá eletrônica com câmera e mais a Angel Care.

Hoje minha visão sobre esse produto mudou bastante, acho que quem pode ter um, é uma segurança a mais. E cuidados e zelo com um bebê nunca são demais. Principalmente para bebês com refluxo ou que já tiveram algum probleminha. 

O meu modelo é o mais simples de todos e também o único que existia na época que comprei, é o que está na abertura do post, e hoje você encontra no Brasil por volta de R$ 400 e nos EUA U$ 129. Esse modelo vem com um sensor, uma base, e o monitor. E também você pode usar como uma babá eletrônica comum caso queira levar em viagens. Basta tirar o cabo que liga ao sensor de  movimento e usar só para som.

Além desse modelo a Angel Care tem vários outros com a mesma função e mais alguns recursos. Vejam abaixo:

Esse é como o meu mas um pouco mais moderno.



Esse modelo além das funções principais, tem o sensor de temperatura do ambiente que o bebê está.

Esse é o “top de linha” da marca com todas as funções e mais o monitor com video.


Então hoje se eu fosse comprar , escolheria o top de linha assim fica um aparelho apenas e super completo. 

E vocês, conhecem e usam a Angel Care? Me contem sua experiência!
Comentários 13

0

14 dezembro, 2012
Por Katia Ouang
Muitas mães me escrevem dizendo que vão viajar para fazer enxoval e não sabem ainda o sexo do bebê.
Infelizmente isso não é o ideal pois posso garantir que cada vez mais os itens unissex estão sumindo das lojas de bebê. Então não pensem que você conseguirá comprar muita coisa neutra pois é bem difícil. 

Lembro que quando fui para Miami no ano passado e quis trazer vários presentes para a minha irmã que estava grávida mas ainda não sabia o sexo do bebê, acabei não encontrando quase nada. E não foi por falta de procurar. Consegui trazer algumas peças e mesmo assim, a maioria pijaminha ou macacão. Nada para usar para sair ou mais bonitinho.

Então hoje vou indicar algumas marcas acessíveis e bem procuradas nos EUA para roupinhas de bebê e o que elas oferecem em roupas unissex, caso você mamãe que ainda não sabe o sexo e vai  viajar, antecipe algumas comprinhas pela internet. Com certeza tem mais opções do que nas lojas fisicas e você pode escolher com calma. Eu sou super a favor de adiantar tudo que der de roupinhas pela internet para não  perder muito tempo nas lojas. E nem todas as marcas que você quer tem loja física na cidade que você vai visitar.

Basta ter um pouco de criatividade e esquecer que unissex para bebê é branco, bege e amarelinho. Todas as cores ficam lindas! E depois quando você descobrir o sexo, complementa a roupa com um toque mais feminino ou masculino. E para quem pensa em ter mais de 1 filho, acho ótimo ter algumas peças unissex para poder passar de um para outro. Pois roupa de bebê você usa 2 meses e já não serve mais.

Escolhi vários modelos que compraria tanto para menino quanto para menina e que estão nas lojas agora.

Baby Gap – É a que tem mais variedade para roupas unissex fugindo do tradicional amarelinho ou bege. Muitas peças você encontrará na loja de menino mas considero super usáveis para meninas também, como a linha Navy, listrados, camisa jeans, camisetas com botãozinho, bodies e moletons. Os macacões lisos você pode dar um toque mais feminino caso descubra que seja menina colocando uma gola mais bonitinha e delicada. 


Old Navy – Eu amo a Old Navy e compro muito. É a marca mais barata do grupo da Gap e tem muita coisa fofa e de boa qualidade por um preço incrível. Considerando o Unissex, também dá para encontrar bastante coisa fofa, colorida e mais moderninha. O site tem muita variedade e a parte de Sale tem opções ótimas com preços imbatíveis. Tem muita opção de calça mas assim como a Baby Gap, a numeração é difícil de acertar pois são apertadas na cintura e compridas na perna.


Carters – A queridinha dos brasileiros tem bem pouca opção unissex. Tudo amarelinho ou verdinho e sempre de pato ou sapinho. Um ou outro casaco mas roupas mesmo, sem chance. Os estampados femininos ou masculinos são muito especificos. Você encontra os itens neutros no site na parte ” Baby Neutrals”.


A Janie and Jack  separa a parte unissex no seu site por “Layette Unissex”e são sempre com tons de verde, bege e amarelinho. É uma marca um pouco mais cara mas com uma qualidade incrível e tem kits prontos para presentes unissex que vem com manta, gorrinho, meinha… lindos para presente. Uma ou outra peça mais arrumadinha como o casaquinho e jardineira da foto acima você consegue encontrar. Por sinal esse casaquinho de girafa é uma peça totalmente útil sempre. Seja para menino ou menina. 

Gymboree é uma marca super alegre. As roupas tem boa qualidade e quase sempre são super divertidas e coloridas. Se você quer roupinhas em tons pastéis e com cara de bebê, esse não é o melhor lugar! O site separa o unissex por “Baby Uni” mas também tem bem pouca variedade.


Crazy 8 – também do grupo da Gymboree, separa a parte unissex da mesma maneira; “Newborn Baby Uni”. De todas as marcas, a Crazy 8 é uma das mais baratas. Os preços são inacreditáveis e na parte de Sale é possível encontrar peças de U$3. As roupas também são bem coloridas. 


Little Me – Se você quer roupas ultra fofas, delicadas e com carinha de bebê, essa é a marca! No site o unissex está como “Shop Neutral” e tem poucas opções. São mais pijaminhas mesmo.Essa é uma marca que sabendo o sexo você se delicia com as peças lindas! Adoro o casaquinho de tricot branco com o gorrinho.


Ralph Lauren – Encontrei peças unissex dentro da loja dos meninos. Os tricots e casaquinhos são lindos e servem para meninas também. A qualidade é excelente. Porém essa é das poucas marcas que recomendo comprar em Outlets pois a diferença de preço é enorme. Pelo site não se consegue as promoções dos Outlets ou mesmo lojas de Departamento com araras da marca em sale.

Algumas marcas conhecidas eu não citei pois não encontrei quase opção unissex.
Marcas bem mais caras que essas como Petit Bateau e Baby Cottons também tem algumas opções caso queiram gastar um pouco mais.

E se você quiser rever o post contando sobre como acertar  a numeração dessas marcas clique AQUI

Comentários 5

0

10 outubro, 2012
Por Katia Ouang

Essa semana estava tirando as roupas da Bruna que estavam guardadas para poder usar na Manu e reparei que os macacões e bodies mais fofos que ela tem são da Little Me.  Na verdade só percebi isso agora olhando a etiqueta, pois comprei todas na Macys em NY e na época nem vi de que marca eram pois ficavam misturada com outras no setor infantil.
Para quem não conhece, a Little Me é uma marca americana de roupinhas para bebês, também com preço super acessível, e com roupas lindas e principalmente, fofas.
Daquelas que deixam o bebê irresistível.
Eu adoro a Carters, principalmente pela qualidade e fidelidade ao tamanho da etiqueta, mas não sou apaixonada pelas estampas. Acho que dependendo da coleção, as cores são muito feias. Por isso que tanto indiquei a First Impressions como alternativa para quem vai fazer enxoval nos EUA e não gostou da coleção da Cartes. Só que a First Impressions só vende na Macys.
Little Me além de vender on line e você poder comprar algumas coisinhas e entregar no hotel , vende em grandes lojas como Macys, Nordstrom, Buy Buy Baby, e todas que vendem marcas variadas de roupinha para bebê.
A qualidade é otima. Acho que o diferencial estão nas estampas lindas e suaves e nos “mimos” como chapeuzinho ou babador combinando, pezinho dos macacões com bichinhos…enfim.
Em relação ao valor, é um pouquinho mais caro que Carters, mas como sempre compro nas araras de Sale, os macacões sairam menos de U$ 10. No site sai um pouco mais caro pois é o preço cheio.
Já em relação ao tamanho, a Little me tem modelagem normal para pequena. A Manu tem 2 meses e o macacão tam 3 está certinho,já no limite . Mas ela é um bebê bem grande.
Achei interessante essa tabela abaixo para quem for comprar pela internet. É útil para quem já tem um bebê e sabe seu tamanho.
E abaixo mais umas roupinhas fofas que separei para vocês!!!

Mamães de meninos também podem se animar pois os modelos para eles são demais !!!
Comentários 6

0

12 setembro, 2012
Por Katia Ouang

Eu adoro garimpar peças no site Elo 7.  Já comprei muita coisa bacana e recomendo para quem não quer gastar muito, principalmente com enxoval, lembrancinhas e coisas para bebê. Os preços são ótimos.
Como é quase tudo artesanal ou feito por empresas pequenas, são itens cheios de detalhes lindos.
Hoje resolvi separar algumas mantas de diferentes modelos e tecidos para vocês verem quanta coisa bacana tem e para todos os gostos.

Manta em Soft com bordado

Manta em Soft com barrado e coruja – amei essa!

Manta em algodão com laise e cetim
 
 

Manta em algodão com floral – essa é boa para dias mais quentes

Manta em tricot

Manta inteira bordada à mão, daqueles trabalhos que quase não existem mais.
 
 

Manta com nome bordado

Tricot 

Eram tantos modelos que gostei que nem sabia qual escolher para por no post.
Acho que compensa muito pesquisar no Elo 7 antes de comprar em lojas maiores. Eu comprei muita coisa para a Manu; ovelhas do quarto, fraldinhas, cueiros. Então super recomendo.
Comentários 4

0

23 agosto, 2012
Por Katia Ouang
Essa dica é algo que muitas mães já conhecem ,  mas queria passar para quem ainda terá o baby e não sabe dessa praticidade de alguns modelos de bodies e macacões. É um “truquezinho” que as vezes passa despercebido se você nunca teve filhos.

Alguns modelos tamanho RN ou NB, vem com um lado da manga com um punho viradinho. Esse punho na verdade é uma luvinha embutida. Basta você virar ao contrário para cobrir a mãozinha toda do bebê.
Essa função é super útil principalmente nos primeiros dias, pois as unhas dos bebês já nascem enormes e ainda coladas a pele, então você tem que esperar um pouco para cortar, só dá para lixar. Por isso é comum os bebês se arranharem todo. Também acho ótimo para aquecer as mãozinhas pois as luvinhas comuns sempre acabam caindo.

Vejam um macacão da Manu que também tem essa luvinha:
A Carters tem muitos itens com essa função e a primeira foto do post é com o kit body básico RN que veio com essa manga.
Por aqui ainda não vi assim para vender , mas já encontrei o mesmo sistema para os pezinhos. Comprei um macacão da Alô Bebe que você pode usar com ou sem o pezinho de fora, basta virar a barra que o pé fica todo coberto.
E vocês , já conheciam essa dica ou já compraram por aqui alguma marca assim ?

Comentários 10

0

15 agosto, 2012
Por Katia Ouang
Hoje vou mostrar para vocês os “modelitos” que a Manu usou na maternidade. Aproveitei algumas coisas da Bruna pois essas roupinhas custam caro e você praticamente não usa mais depois. Mesmo assim, acho que vale o investimento em pelo menos 2 roupas lindas pois é o momento mais importante da sua vida ,  e  com certeza você vai querer apresentar o seu pequeno para as visitas com um traje digno de um momento tão marcante. 
E esse é  “o”  momento para vesti-lo assim pois depois disso, só roupinhas confortáveis e práticas.

Normalmente mãe e baby ficam em média 3 a 4 dias na maternidade. Então considero ideal ter 4 conjuntinhos para os dias principais , e 2 opções “reserva” caso tenha que ficar mais dias, ou se a fralda vazar .

O “Kit” diário do bebê é sempre montado com as seguintes peças:
– 1 Roupinha de lã, tricot, plush ou malha ( tecido depende da estação)
– 1 Body manga longa com golinha bordada ( se não tiver golinha na roupa) . O bordado é por conta e gosto da mamãe !
– 1 calça com pé , também chamamos de mijão ou culote.
– 1 par de meias
– 1 manta de tricot ou lã 
No meu caso , como eu já tinha algumas mantas, fiquei com uma para cada dia. Mas se você tiver 3 mantas cores básicas e que combinem com todos os modelos de roupa, é mais que suficiente.
Então vamos lá, esse foi o primeiro dia da Manu:
 

O Amarelo para primeiro dia já virou tradição no Brasil. Essa cor significa vida, sorte e prosperidade. Aproveitei a mesma roupinha que foi da Bruna , é um macacão de tricot com a manga com pregas e um body com gola bordada. A manta também é de tricot branca. Tudo feito por encomenda pela Augusta Mahfuz. ( no final darei todos os contatos!). As calças com pé também são dela.

Esse é um kit no envelope pronto para entregar para a enfermeira na maternidade e vestir no bebê , já com todos os itens dentro. Quem quiser pode identificar com uma etiqueta  o dia que o bebê irá usar pois alguns hospitais já pegam todos os kits no primeiro dia. No meu caso a enfermeira vinha buscar todos os dias antes do banho.
A maioria das lojas já vendem as roupinhas de maternidade com esses sacos tipo envelope. Acho essencial para proteger a roupa e evitar que amasse , já que costumamos deixar tudo pronto e lavadinho com uma certa antecedência.

Segundo dia – Rosa:
 

Essa roupinha quando vi na Paola da Vinci fiquei apaixonada. Achei linda a manta com babados. Prefiro para meninas roupas 2 peças, pois você aproveita mais se seu bebê crescer rápido e pode usar as peças separadas. Essa roupa e a manta são de lã, o que só funciona para bebês que nascem em pleno inverno.  Mandei fazer na Augusta Mahfuz o body com a gola de renda e as florzinhas iguais da roupa.

Terceiro Dia – Branco:
 

Na Bruna não usei branco nenhum dia, então para mudar um pouco escolhi essa roupinha de tricot, também 2 peças da Paola da Vinci ,e fiz o body com gola e punho bordados na Augusta Mahfuz. Já repararam que adoro uma golona de babados?!!! Acho que enfeita o bebê mais que as golas comuns. É claro que esse modelo só para as meninas. 
Combinei o conjunto com uma manta de lã, também da Paola da Vinci , que considero um item imprescindível em um enxoval . Combina com tudo e é aquela manta mais arrumadinha para quando você sai com o bebê. Vale a pena ter 1 desse modelo na cor branca pois você pode usar  em quase todos dias da maternidade. 
Quarto e ultimo dia: Vermelho
 

O vermelho é usado no ultimo dia pois significa Boas Energias e protege o bebê contra o mau olhado.
Pelo menos é o que se diz por aí! Aproveitei o macacãozinho da Bruna e esse sim, foi uma boa opção de modelo para usar depois. É de plush só com o peito e gola bordados. Mais prático para o dia a dia. Optei por alguns detalhes em vermelho na roupa , que é da Augusta Mahfuz. A manta é da First Impressions ( marca americana que vende na Macys) e que já tanto falei aqui no blog. Comprei pelo Ebay e é toda em plush com umas rosinhas. 
Além das roupas levei os lacinhos RN de colar da Laçaroty:

Na mala do bebê também acrescente 4 fraldinhas de boca e 4 fraldinhas de ombro mais bonitinhas. Pois assim você usa para colocar por cima da roupa dos convidados que quiserem pegar o bebê no colo.

Agora os contatos:

  • Paola da Vinci – Clique AQUI
  • Augusta Mahfuz – [email protected]  ou  11 3755-1143
  • Laçaroty  para Recem Nascidos – Clique AQUI
  • Meias RN – Puket
  • First Impressions @ Macys – Clique AQUI
  • Malas Maternidade – Flávia Carvalho Pinto – AQUI
Comentários 15

0