Por Katia Ouang
Eu sempre visito blogs de famílias que viajam o mundo com crianças pequenas. Fico admirando o pique e coragem de encarar horas no aeroporto, voos longos, praias desertas… com crianças que usam fralda, comem papinha, tem hora para dormir e não param quietas.
Na verdade eu até invejo (uma inveja mais do que boa deixando claro!) as mães que tem coragem de viajar e levar a família toda não importa a idade das crianças.
Pois eu mesma toda vez que  penso em viagens para algum hotel mesmo que seja por apenas 1 final de semana, acabo muitas vezes desistindo por preguiça de toda tralha que tenho que levar.
Para a Sut-Mie do Blog Viajando com Pimpolhos viajar com 2 crianças pequenas já faz parte de sua rotina, e hoje ela conta para nós alguns lugares que já visitou e como organiza a logística dessas viagens.


Nome: Sut-Mie Guibert
Profissão: Blogueira do Viajando com Pimpolhos
Idade: 38 anos
Idade e nome dos filhos (as) : Clara 5 anos e Nina 2 anos

Qual foi a primeira viagem que você fez com um bebê? Quantos meses ela tinha? 
A primeira viagem da Clara foi com 3 meses, de carro para Visconde de Mauá – RJ. Em seguida, com 8 meses, fomos para Paris e Portugal, primeira viagem internacional para conhecer a família francesa! E a filha mais nova, viajou pela primeira vez com 2 meses para a Bolívia, onde nos mudamos por um tempo, à trabalho.

Cite alguns dos lugares que você já viajou com filhos: 
várias praias do Brasil (Fortaleza, Itacaré, Trancoso, Praia do Forte, Porto de Galinhas…), e no exterior, França, Portugal, México, Buenos Aires, Orlando…e países “exóticos” como Marrocos, Tailândia, Havaí…

Qual o “perrengue” maior que você já  passou viajando com criança pequena? 

Atrasos de avião são sempre chatos! Já é difícil para os adultos, imaginem para crianças! Mas uma vez, tive a anulação de um voo que ficou para as 5h da manhã (voltei para o aeroporto às 3h da manhã com a pequena (e grávida da segunda) e na verdade, houve outro problema e nosso voo ficou para as 11h! Decidi não voltar para casa para não fazer mais idas e voltas…Ainda bem, sempre ando com um carrinho guarda-chuva cujo encosto deita completamente a filhota acabou terminando o sono dela ali. O problema é que pelos horários (meio da noite), ela acabou fazendo xixi no carrinho (e já não estava de fraldas), então molhou tudo, tadinha…Enfim, foi bem daqueles momentos em que dá tudo errado! Mas ainda bem, eu fico muito tranquila nessas horas, até porque é necessário!

Quantos anos suas filhas tinham a primeira vez que foram para a Disney e como foi essa viagem? Qual a dica mais útil que você daria para quem quer fazer essa viagem com filhos pequenos??
Eu nem sou à favor de levar as crianças tão cedo à Disney, mas ambas foram com 8 meses! A mais velha acompanhando a avó, que levamos na Disney de Paris porque nunca tinha ido na Disney. E a mais nova, acompanhando a mais velha, que nessa altura, já estava com 4 anos. Acho fácil viajar com bebês (eles comem e dormem), então não foi um problema.
Mas não sou à favor de levar bebês para a Disney, por causa dos parques lotados de gente, pelas filas e dependendo da época, pelo calor. Acho que eles aproveitam bem mais quando estão um pouco maiores. Penso que os bebês se divertem mais em uma praia com água rasinha, por exemplo. É mais relaxante para todos!  Mas tudo é uma questão de estilo e preferências…
Para quem quer levar as crianças pequenas na Disney, eu diria para levar o carrinho, já que andamos muito e para só fazer as partes bem infantis dos parques, não querer abraçar o mundo e ver todos os parques inteiros! Indispensável marcar uma refeição com personagens (se eles já curtem bonecos grandes). É bem mais fácil encontrar o Mickey durante o café do que no meio do parque. Fiz um post dando 20 dicas para aguentar a maratona Disney! 😉 http://viajandocompimpolhos.com/2012/03/21/20-dicas-para-sobreviver-a-maratona-disney-em-orlando/
E nos voos, o que você aprendeu e que ajuda na logística depois de tantas viagens já realizadas??

Dar preferência à vôos noturnos, onde as crianças dormem na maior parte do tempo.
Chegar cedo no aeroporto, principalmente com bebê (até 6/8 meses) se precisar pedir o berço portátil que vai acoplado na primeira fila. Senão, com crianças maiores, preferir outro lugar, porque apesar da primeira fila ter mais espaço, os encostos dos braços das cadeiras não levantam e assim, não dá para a criança colocar a cabeça no seu colo, por exemplo.
Pedir o menu infantil nas viagens internacionais. Elas chegam mais cedo que as outras refeições e são adaptadas para as crianças.
Levar sempre o carrinho, que na maioria das vezes, pode ir até a porta do avião onde é despachado.
Levar um “kit infantil” com brinquedinhos, livros de adesivos, DVD portátil, Ipad e um kit lanche com água ou suco (comprados após passar o raio x) e alguns biscoitos, barras de cereais… 
Levar um casaco, mesmo se as companhias aéreas oferecem mantas, muitas vezes o ar condicionado do avião é gelado! 
Dar alguma coisa para a criança sugar na decolagem e aterrissagem, para não machucar os ouvidos.

O que é imprescindível levar em viagens com crianças?

Um kit farmácia com os remédios habituais da criança, anti térmico, anti alérgicos…Sempre junto uma cópia do carnê de vacinação.
Um “kit infantil” como já falamos acima. Normalmente deixo isso em uma mochila ou mala de rodinhas que a criança mesma leva.
 O “kit socorro” quando são bebês ou bem pequenos: chupeta, mamadeira, naninha… coisas que os deixam confortáveis e sem as quais não dormem!
Não abro mão do carrinho e sling/canguru quando são bebês.

Que hotel foi inesquecível para vocês em termos de estrutura para crianças? Cite 1 no Brasil e um no Exterior.
Em geral, os hotéis que tem essa excelente estrutura para crianças são grandes, all inclusive (e caros). Gostei muito do Tivoli e do Iberostar na Praia do Forte. O Acqua Resort em Aquiraz (Fortaleza) é menos luxuoso, mas super prático porque colado ao Beach Park! http://viajandocompimpolhos.com/2012/07/09/acqua-resort-no-beach-park-uma-estrutura-super-family-friendly-a-um-passo-do-acqua-parque/
No exterior, muito hotéis no Caribe e nos Estados Unidos tem super estrutura para crianças com kids clubs incríveis. Destaque para o Atlantis, nas Bahamas e em Dubai, que tem encontro com golfinhos e tudo!
Este ano descobri os cruzeiros e foi uma excelente experiência com crianças! É um all inclusive sobre o mar! Viajei com o Allure of the Seas no Caribe e tinha experiência Dreamworks e Barbie à bordo. http://viajandocompimpolhos.com/2013/04/09/cruzeiro-com-criancas-allure-of-the-seas-diversao-que-nao-acaba-para-toda-a-familia/

Sabemos que um dos maiores receios de viajar com crianças pequenas é o medo delas ficarem doentes, pegarem viroses ou passarem mal com comidas diferentes. Você já passou por isso? Costuma fazer que tipo de seguro viagem para elas?
A única vez que uma das minhas filhas ficou doente, foi após comer em um fast-food em Miami! Ela acordou alérgica e toda cheia de bolinhas! Mas fomos na farmácia e nos deram um anti histamínico. De resto, nunca tivemos problemas, nem em lugares exóticos como Marrocos ou Tailândia! Temos um seguro de saúde da empresa do meu marido, que inclui viagens e seguro do cartão de crédito.

Como otimizar o tamanho das malas?

Nós estamos virando cada vez mais adeptos do “menos é mais” e temos conseguido! Menos malas para carregar = viagem mais confortável! Temos viajado com 1 mala grande para os 4 ou no máximo 2 malas. Cada adulto leva uma mochila (assim temos as mãos livres), 1 mala e um carrinho com 1 criança. 

Qual foi o momento mais marcante para sua família em uma dessas viagens?

Viagens são feitas de momentos, então é difícil escolher um só momento marcante! Mas foi muito bom ir para a Tailândia em família de 9 pessoas, com tios, primos e avó! E estivemos há pouco tempo no Hawaí, lugar que adoramos, onde encontramos muitos animais: focas e tartarugas dormindo na praia! Até hoje minha filha de 2 anos fala disso! Viagens são momentos onde as crianças aprendem e armazenam muitas coisas, informações e experiências! 😉







Viajando com Pimpolhos – Ficou fácil viajar com crianças

www.viajandocompimpolhos.com
facebook: Viajando Com Pimpolhos
twitter: @viagempimpolhos

0

1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 Comentário:Entrevista Mãe Blogueira – Viajando com Pimpolhos

  1. Sut-Mie | Viajando com Pimpolhos

    Katia,
    Obrigada pelo espaço!
    Adorei e espero que ajude muitos pais e mães a perderem o medo de colocar o pé e as crianças na estrada! 😉
    Bjs
    @viagempimpolhos