Por Katia Ouang

Hoje a entrevista é com a querida Iza Garcia , 31 anos, advogada, mãe da Bruna de 2 anos e autora de um dos blogs que mais gosto, o  Roteiro Baby 
Quando começou o blog e por que? 
O Roteiro Baby surgiu durante a minha licença maternidade, em dezembro de 2010. Pesquisando na internet sobre programações infantis de Brasília e a respeito de estabelecimentos kids friendly para frequentar com a minha bebê, descobri coisas que seriam úteis a outras mães da cidade. Desde então, a programação infantil de Brasília e as informações sobre os programas e locais ideais para famílias da cidade são publicados por mim no site.
O que o blog trouxe de bom para a sua vida? 
A troca de dicas, informações e experiências com outras mães é muito gratificante.
Quais blog do universo materno costuma ler? 
Leio muitos blogs sobre maternidade, moda, decoração, artesanato e política.
E a minha lista de favoritos é bem grande, mas entre os 5 mais estão o Minhas Dikas, Minha Mãe que Disse, Tips For Mommy,Cool*ruja e Maternar Consciente.
Demorou para engravidar? 
Para alguém extremamente ansiosa, 7 meses foram uma eternidade.
Como descobriu que estava grávida?
Minha gravidez foi planejada e muito desejada. Tanto que em 7 meses de tentativas, fiz 6 exames negativos. Explico: mesmo antes de atrasar, eu já fazia o exame, desejando muito que desse positivo. No carnaval de 2010, no entanto, eu não quis fazer o exame para não ficar triste durante a minha viagem, caso desse negativo. Viajei, curti, relaxei… voltei no domingo e fiz o exame na segunda… e eu estava grávida, inclusive lá na Bahia! Foi um dia mágico, inesquecível e muito aguardado!
Como cuidou da alimentação e corpo na gestação ? 
Minha irmã é nutricionista e eu melhorei muito a alimentação durante a gravidez. Também continuei com as drenagens linfáticas, que eu já faço há muitos anos.
Qual produto de beleza indica nessa fase? 
O velho, bom e barato Óleo Johnson’s, que mantem a pele hidratada por muito tempo e me ajudou a prevenir estrias.

Conte como foi a emoção do seu parto e o primeiro contato com a sua filha.

 Eu ouvia as mães falarem sobre o amor imenso que sentiam pelos filhos e me sentia mal porque ainda não amar a Bruna daquela forma tão linda que me descreviam. Curti muito a gravidez, me sentia linda, curtia a idéia de ter a filha que eu sempre sonhei, mas não sentia “aquele amor” durante a gestação. No entanto, bastou olhar para a Bruna, que meu coração transbordou de amor e emoção. Antes mesmo de ouvir o primeiro chorinho dela, eu já pensei “Meu Deus! Que amor é esse?! Eu faço qualquer coisa no mundo por essa menininha…”! Amo me lembrar daquele 11/10/2010, rever o vídeo do nascimento dela e recordar o dia mais feliz de toda a minha vida.  

Onde fez o enxoval e que lojas recomenda aqui no Brasil?
Tenho família nos EUA e fiz grande parte do enxoval na internet, enviando para a casa deles. Meu irmão e madrinha trouxeram tudo que comprei pra mim, dos EUA para o Brasil. No Brasil, gosto muito da Cocar Baby, que oferece peças básicas e confortáveis.

O que você gosta de vestir nela no dia a dia?

 Faço questão absoluta de vestir a Bruna com conforto. Grande parte das roupinhas dela são de malha e 100% algodão. Demorei muito para vestir jeans nela, por exemplo. E quando ela passou dos sapatos
22 para 23, sentimos muita falta dos sapatinhos meia sola da Tip Toey Joey, que amamos.

Qual marca de carrinho sua filha usou? 
Sì, da Peg Perego. Eu poderia ter comprado qualquer um, já que nos EUA, todos os carrinhos têm um bom preço. Mas optei pelo mais leve, compacto e prático (fácil de abrir e fechar) que encontrei. AMO meu carrinho de paixão e sempre o recomendo para as gravidinhas.

Qual marca de sacola você usa? 
Tenho 3 bolsas da Kippling. Uma grande que vem com trocador, outra média e um Supertaboo. Amo as bolsas dessa marca, que são modernas, duráveis e laváveis.

Como foi sua experiência com amamentação? 

Foi desastrosa e até hoje eu lamento muito por isso. O leite demorou quase uma semana para descer, o que atrasou minha saída do hospital e desencadeou um clima de tensão sobre o assunto, pela pressa que eu tinha de substituir a fórmula pelo leite materno. Depois, doeu muito (mesmo!) e eu passei a utilizar um bico de silicone intermediário (que não recomendo!) para permitir a amamentação. Nos primeiros dias, AMEI o bico porque ele trouxe o alívio que eu precisava.
No entanto, quando eu pude tirar o bico e oferecer o seio já cicatrizado para a Bruna (+- 6 dias depois de iniciar o uso) ela não quis mais o meu peito. Nos primeiros meses, não grilei e continuei amamentando com o bico. O problema é que o bico, utilizado por tanto tempo, diminui a sucção e faz o leite diminuir. E a partir de dois meses eu já tive que voltar a alimentar a Bruna com fórmulas, já que o leite materno passou a diminuir gradativamente. Amamentei exclusivamente 2 meses, depois com
complemento por mais 3… e quando Bruna tinha 5 meses eu já não produzia mais que 30 mls de leite.

Sentiu alguma dificuldade após o nascimento dela? 
A maior dificuldade foi em relação à amamentação.

Como é sua rotina com ela? 

Voltei a trabalhar mais que 40 horas por semana logo quando Bruna tinha 5 meses. Então, a rotina dela é bem organizada e acompanhada pelo pai (que fica com ela pela manhã), pela babá (que tive sorte de encontrar) e pelas duas avós babonas que se revezam para visitá-la quase todos os dias da semana. Nas sextas, sábados e domingos, eu compenso toda falta que fazemos na vida uma da outra, passando o dia todo com ela. Além disso, vivo no trânsito, no vai-e-vem necessário para estar em casa no almoço e o mais rápido possível após o trabalho.

Onde vocês costumam passear e quais brincadeiras costuma fazer com ela?
A casa da minha mãe virou “o mundo encantado da Bruna”. Lá ela tem um quarto tão equipado quanto o da minha casa, além de todos os brinquedos que não couberam no meu apartamento. Piscina, horta, jardim, cachorrinho de estimação e até uma casinha de bonecas de tijolos são as paixões da Bruna, na casa da vovó. Além disso, faço questão da minha filha frequentar eventos infantis culturais, para ela brincar com outras crianças e se acostumar com esses ambientes. Acho lindo ela batendo palma para as atrizes, de boquinha entreaberta hipnotizada com os espetáculos e me orgulho em afirmar que com 2 anos, Bruna já esteve em ópera, concerto de música barroca e clássica, apropriados para a idade dela.

Um produto indispensável: esterilizador de mamadeiras e chupetas (elétrico ou de microondas, os meus são da Avent).

Uma dica de mãe infalível: É melhor pecar por excesso. Então, carrego uma bolsa super pesada e completa para não me estressar com aquilo que eu gostaria de ter à mão, mas ficou em casa.

Um momento inesquecível: a primeira viagem à praia (RJ) quando ela tinha 7 meses. Ela não curtiu a areia, mas amou o mar.

O que você comprou e não usou: termômetro para banheira,

Pretende ter mais filhos? Adoraria ficar grávida de novo (e de novo, e de novo!) e não curto a possibiliade da Bruna não ter irmã (o), sobrinho (a), cunhado (a)… mas ainda não tenho certeza sobre isso. Antes mesmo de ter a Bruna, eu já cogitava ter filho único, por questões financeiras.

Ser Mãe é: desejar ser uma pessoa melhor, cada dia mais. Porque todos os dias, ao conversar com Deus, eu quero merecer que ele atenda meu pedido: o de proteger a minha filha de todo o mal.

0

Comentários 2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 Comentário:Entrevista – Mãe Blogueira – Iza Garcia

  1. Roteiro Baby

    Katia, foi gratificante responder suas perguntas e participar deste blog, que é um dos meus preferidos. Obrigada pelo carinho, interesse e oportunidade de contar um pouquinho de mim e do http://www.roteirobaby.com.br para as suas leitoras! Beijos. Iza

  2. Anonymous

    Katia eu sempre leio o seu blog e o da Iza, adorei a entrevista com ela! E viva as Brunas! rsrsrsr
    Kelly